Firmino sai do banco para dar vitória ao Liverpool sobre PSG - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Liverpool18/09/2018 | 18h40

Firmino sai do banco para dar vitória ao Liverpool sobre PSG

AFP
AFP

Em jogo emocionante digno de Liga dos Campeões, o Liverpool venceu o Paris Saint-Germain por 3 a 2, nesta terça-feira na estreia das duas equipes no Grupo B da competição, graças ao gol salvador nos minutos finais de Roberto Firmino.

O brasileiro, que iniciou a partida no banco de reservas devido à lesão no olho sofrida no fim de semana, em jogo válido pelo Campeonato Inglês, entrou no segundo tempo do duelo contra o PSG e marcou o gol da vitória nos acréscimos, em belo chute cruzado.

Antes, o Liverpool, que dominou boa parte do jogo graças à forte intensidade de seus jogadores, abriu 2 a 0 de vantagem com gols de Daniel Sturridge, aos 29 minutos de jogo, e John Milner, convertendo pênalti aos 35.

Mesmo com Neymar em tarde pouco inspirada, o PSG conseguiu se recolocar na partida e empatar o jogo momentaneamente com gols do belga Thomas Meunier, aos 39, e Kylian Mbappé, aos 37.

Com a vitória, o Liverpool assumiu de maneira isolada a liderança do duro Grupo B da Liga dos Campeões, já que na outra partida da chave Napoli e Estrela Vermelha não conseguiram sair do 0 a 0, em Belgrado.

- Liverpool amassa os franceses -

Jogando em casa e empurrado pela fanática torcida, o Liverpool do técnico Jurgen Klopp mostrou suas características desde o pontapé inicial, pressionando e buscando o gol do PSG sem descanso.

Assim, os primeiros 15 minutos de jogo foram de total domínio inglês que consagraram o goleiro parisiense Areola, salvador em chute à queima-roupa de Van Dijk (5 minutos), em pancada colocada de Milner (7) e em duas cobranças de escanteio perigosas de Salah (7 e 8).

Grogue pelos sucessivos ataques dos Reds, o PSG só conseguiu colocar a bola no chão e chegar com perigo pela primeira vez ao gol inglês aos 16 minutos com Neymar, que recebeu na área, se livrou da marcação e chutou, para bela defesa de Alisson.

Mas, com Neymar errando a maioria das jogadas individuais que tentava pela esquerda, Cavani pouco participativo lá na frente e Mbappé muito isolado na direita, foi só o que o PSG conseguiu produzir ofensivamente na primeira etapa.

Muito mais intenso em campo e sempre procurando definir as jogadas com velocidade, uma característica da equipe treinada por Klopp, o Liverpool teve o esforço recompensado aos 31 minutos, abrindo o placar com Sturridge.

O substituto de Firmino subiu mais alto que Thiago Silva e, de cabeça, mandou para as redes um cruzamento de Robertson.

Três minutos depois, o Liverpool ampliou graças à bobeira do novo lateral-esquerdo do PSG, o espanhol Juan Bernat, que cometeu pênalti infantil por trás em Wiljnaldum quando o holandês era marcado por três jogadores parisienses.

Milner cobrou com perfeição e ampliou a merecida vantagem do Liverpool.

O prejuízo para o PSG no primeiro tempo só não foi maior porque Meunier, numa das raras chegadas dos franceses ao ataque, apareceu na área para marcar com um belo voleio, após cruzamento de Di Maria que a zaga dos Reds rebateu.

- Firmino matador -

A conversa com o técnico Thomas Tuchel no vestiário durante o intervalo pareceu dar resultado no PSG, que voltou a campo mais preparado para lidar com a intensidade do Liverpool.

Os primeiros minutos do segundo tempo foram de um jogo mais truncado. As fortes marcações no meio de campo e a rápida recomposição defensiva de ambas as equipes não davam espaço para ataques promissores.

Numa das poucas chances criadas, Salah até chegou a marcar, aproveitando rebote de Areola após dividia com Sturridge, mas o árbitro anulou o gol corretamente, já que o atacante do Liverpool entrou com a sola na coxa do goleiro francês no lance.

Defensivamente mais bom postado, faltava ao PSG acordar no ataque. Os habilidosos atacantes parisienses, porém, só foram dar o ar da graça na parte final do jogo, quando o Liverpool aparentava mais cansaço. Nesse cenário, Neymar e Mbappé começaram a encontrar espaços para contra-atacar.

Aos 37, após erro na saída de bola de Salah, Neymar conseguiu arrancar em direção ao gol do Liverpool, mas acabou travado pela zaga. A bola sobrou limpa para Mbappé fuzilar o gol de Alisson, empatando a partida. Um verdadeiro castigo para os Reds.

Inconformado com o resultado, Klopp colocou em campo o baleado Firmino em busca dos três pontos em casa. E o centroavante da seleção brasileira não decepcionou.

Nos acréscimos do jogo, Firmino recebeu na entrada da área, deu linda finta em Marquinhos e acertou um chute cruzado perfeito, sem chances para Areola, selando a merecida vitória do Liverpool.

* AFP

 
A Notícia
Busca