Criciúma empata com o Paysandu fora e segue invicto na Série B - Esportes - A Notícia

Vers?o mobile

 
 

Brasileiro22/09/2018 | 18h24Atualizada em 22/09/2018 | 20h10

Criciúma empata com o Paysandu fora e segue invicto na Série B

Depois de sair atrás, Tigre consegue o 1 a 1 com gol de Liel e segue com margem para a zona de rebaixamento da competição

Criciúma empata com o Paysandu fora e segue invicto na Série B Jorge Luiz/Paysandu SC
Foto: Jorge Luiz / Paysandu SC
DC Esportes
DC Esportes

O Criciúma empatou em 1 a 1 com o Paysandu na tarde deste sábado, na Curuzu, e segue sem ser derrotado na Série B do Campeonato Brasileiro. A igualdade no duelo válido pela 29ª rodada foi o quinto jogo de invencibilidade do Tigre. Mandante, o Papão saiu na frente no comecinho da partida com Fernando Timbó, mas ainda no primeiro tempo Liel anotou o tento do empate. As equipes ainda acertaram a trave no decorrer da etapa complementar, se arriscaram e o placar não mexeu em Belém (PA).

O resultado levou o Carvoeiro aos 26 pontos – cinco a mais que a zona de rebaixamento – e à 13ª colocação. O Paysandu continua fora do Z-4, apesar dos mesmos 31 pontos que tem o Juventude, que integra a área ingrata da classificação da Série B. O time tricolor de Santa Catarina volta a campo às 21h do próximo sábado, quando encara o Boa Esporte em Varginha. Já o compromisso do bicolor do Pará será na véspera. Às 19h15min de sexta-feira, novamente na Curuzu, o time recebe o Goiás.

O jogo

As três vitórias anteriores, sobre Juventude, Fortaleza e Avaí, deram confiança ao Criciúma e também desfalques. O técnico Mazola Júnior teve seis baixas e contornou o problema armando a equipe no 3-5-2. Não deu certo de início. Sem encaixar a marcação, a equipe sofreu no comecinho. Aos 4, Luiz fez grande defesa. Mas no minuto seguinte os donos da casa abriram o placar. Fernando Timbó achou espaço no meio da defesa e para completar cruzamento rasteiro para o fundo das redes. Confortável com a vantagem, o Paysandu diminuiu o ritmo e, sem que o Tigre demonstrasse reação imediata, a partida transcorreu sem grandes lances até o 19º minuto do primeiro tempo.

Foi quando Magno desceu pelo lado direito da defesa, entrou na área e mandou cruzado. O goleiro do Carvoeiro se esticou todo para desviar com a ponta dos dedos e fazer outra grande defesa. O Criciúma controlava a posse, mas não conseguia reter a bola na intermediária rival, mas crescia na partida. O calor na capital paraense obrigou uma parada técnica para hidratação dos atletas. Logo depois, o Tigre quase conseguiu o empate. Liel apareceu de surpresa na risca da grande área para receber bola enfiada por Sueliton. Perema travou o chute e mandou para escanteio. Que Alex Maranhão bateu no segundo pau e Liel não ficou no quase, aos 34. O volante subiu mais que a marcação e testou direto no barbante. A partir do empate, o duelo ficou equilibrado e assim foi até o apito que determinou o fim da etapa inicial.

Assim foi também após o intervalo, com o Paysandu mais insinuante. Aos 13, a torcida de Luiz deu certo após a chegada que terminou em finalização de Mike desviada pela defesa, passou lambendo poste e redes pelo lado de fora. O Tigre respondeu com uma bola na trave, quatro minutos depois. Luiz Fernando, que havia acabado de entrar na vaga de Iago para melhorar a marcação, levantou para a testada de Sandro que parou no travessão. Mas o Papão também parou no ferro. Aos 21, Pedro Carmona surgiu na altura da marca penal para bater de primeira e carimbar a trave direita do goleiro tricolor.

O técnico Mazola Júnior botou Patrick e Andrew no lugar de Joanderson e Alex Maranhão para renovar o fôlego do Criciúma nas escapadas ao ataque. No entanto, o Paysandu acertou o poste mais uma vez, na cabeçada de Hugo Almeida, aos 29. Desde então, os mandantes tomaram conta das ações ofensivas. O Tigre conseguiu segurar o adversário e o resultado para conquistar o 11º ponto dos últimos 15 disputados. 

FICHA TÉCNICA - Paysandu 1 x 1 Criciúma

PAYSANDU
Renan Rocha; Maicon Silva, Fernando Timbó, Perema e Guilherme Santos; Nando Carandina, Willyam (Felipe Guedes) e Pedro Carmona (Alan Calbergue); Mike, Hugo Almeida e Magno (Claudinho). Técnico: João Brigatti.
CRICIÚMA
Luiz; Nino, Sandro e Fábio Ferreira; Sueliton, Jean Mangabeira, Liel, Alex Maranhão (Andrew) e Iago (Luiz Fernando); Vitor Feijão e Joanderson (Patrick). Técnico: Mazola Júnior.  

GOLS: Fernando Timbó, aos 5 do primeiro tempo (P). Liel, aos 34 do primeiro tempo (C).
CARTÕES AMARELOS: Hugo Almeida e Perema (P). Fábio Ferreira e Luiz Fernando (C).

ARBITRAGEM: Flavio Rodrigues de Souza, auxiliado por Alex Ang Ribeiro e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (trio de SP).
BORDERÔ: 8.128 torcedores, para uma renda de R$ 117.995,00.
LOCAL: Curuzu, em Belém (PA).

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Criciúma

 
A Notícia
Busca