Avaí vence Sampaio Corrêa de virada e volta ao G-4 da Série B - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Brasileiro22/09/2018 | 22h54Atualizada em 22/09/2018 | 23h00

Avaí vence Sampaio Corrêa de virada e volta ao G-4 da Série B

Getúlio e Matheus Barbosa saem do banco de reservas para anotar os gols do 3 a 1 na Ressacada

Avaí vence Sampaio Corrêa de virada e volta ao G-4 da Série B Jamira Furlani/Avaí FC
Foto: Jamira Furlani / Avaí FC
DC Esportes
DC Esportes

De virada o Avaí venceu o Sampaio Corrêa na noite deste sábado e retornou ao G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Apesar de estar na zona de rebaixamento, o time maranhaense vendeu caro a vitória azurra por 3 a 1. Os mandantes fizeram um primeiro tempo ruim, que rendeu vaias da maior parte dos 4.268 torcedores na Ressacada, mas o banco de reservas resolveu. Depois de terminar a etapa inicial em desvantagem, o Leão virou o placar com gols de Getúlio, Matheus Barbosa, que entraram no decorrer da partida, e Renato.

O triunfo fez o Avaí subir duas posições e fechar a 28ª rodada na quarta colocação. Já os tricolores seguem na lanterna. Na próxima rodada da competição, o time azul e branco volta a atuar no sábado. Às 19h, o Avaí começa o duelo diante do Coritiba, no Couto Pereira. No mesmo dia, mas às 16h30min, o Sampaio Corrêa estará em Barueri para enfrentar o Oeste.

O jogo

O goleiro Kozlinski não foi a única novidade do Avaí. No esquema de três zagueiros, Marcão estreou para se juntar a Airton e Marquinhos Silva no trio defensivo, Marquinhos começou como titular, mais adiantado no meio de campo de quatro homens, e Daniel Amorim foi o único atacante de ofício no que se desenhou como 3-6-1. Assim a equipe da casa envolveu com a troca de passes que terminou na paulada de Judson que Busatto defendeu em dois tempos, depois de deixar escapar no primeiro contato, logo aos três. O Leão passou a apertar desde então. Aos 13, o goleiro do Sampaio, ligado, evitou a tentativa de gol olímpico de Marquinhos. A equipe maranhense se limitava ao contragolpe.

Como fez aos 19. Depois de erro de M10 em levantar falta na intermediária no meio da área, João Paulo tomou a bola e partiu em disparada. Antes da risca da área, mandou pancada que Kozlinski espalmou para longe. Instantes depois, Marcão errou a cabeçada de bola erguida quando estava livre e sozinho. O Leão ainda teve condições de finalizar nas redes na continuidade do lance, mas não conseguiu. O time azurra perdia força e a chance desperdiçada fez falta. Porque aos 28 os tricolores encontraram o fundo das redes. O erro no corte de Marcão virou ajeitada para Alvinho encontrar Eloir, solitário e de frente para a rede, e ele cutucar antes de celebrar a abertura de placar. O técnico Geninho não esperou o intervalo. Aos 34, desfez o esquema com três zagueiros e colocou Matheus Barbosa na vaga do zagueiro estreante.

O Avaí ensaiou a reação no finzinho do primeiro tempo, mas não foi o bastante para mudar o placar ou evitar as vaias da torcida insatisfeita com o futebol e o resultado parcial. Por isso voltou do intervalo com tudo, todo em cima, e começou a pressionar. Aos 10 o empate não foi alcançado porque o William Oliveira apareceu antes da linha para evitar que o arremate de Daniel Amorim marcasse, com Busatto já batido no lance. Cansado, Marquinhos cedeu a vaga para Getúlio, mais ataque para o Leão elevar a pressão. Aos 22, mais outra, com Luan Pereira (Luanzinho) no posto de André Moritz. O Leão foi todo alterado para meio tempo de tudo ou nada para tentar a vitória e a volta ao G-4.

Tão adiantado que dava espaço. Mas a ousadia valeu o empate, aos 27. Luan Pereira adiantou a bola para Renato ir no fundo e depois botar no primeiro poste. Getúlio se adiantou à marcação, botou o queixo no ombro, a cabeça na bola e a igualdade no placar. Que durou pouco, porque quatro minutos depois o Avaí celebrava a virada. Do meio, a redonda foi nos pés de Capa para o cruzamento que encontrou Matheus Barbosa entrando na área para chapar para a rede e depois comemorar. O Sampaio voltou à ofensiva e aos 34 Kozlisnki apareceu para fazer grande defesa em chutaço de Fernando Sobral. O resultado foi ampliado aos 40 minutos, quando Luan Pereira, pelo meio, botou Renato de cara com o goleiro para chutar forte e decretar o triunfo por 3 a 1.

FICHA TÉCNICA - Avaí 3 x 1 Sampaio Corrêa

AVAÍ
Kozlinski; Airton, Marquinhos Silva e Marcão (Matheus Barbosa); Guga, Judson, André Moritz (Luan Pereira), Marquinhos (Getúlio), Renato e Capa; Daniel Amorim. Técnico: Geninho.
SAMPAIO CORRÊA
Busatto; Luís Gustavo, Odair, Maracás e Alyson; William Oliveira, Fernando Sobral, Eloir (Marcos Aurélio) e João Paulo; Bruninho (Wellington Rato) e Alvinho (Jheimy). Técnico: Marcinho Guerreiro. 

GOL: Getúlio, aos 27 do segundo tempo, Matheus Barbosa, aos 31 do segundo tempo, e Renato, aos 40 do segundo tempo (A). Eloir, aos 28 do primeiro tempo (A).
CARTÕES AMARELOS: Guga e Judson (A). João Paulo e Wellington Rato (S).

ARBITRAGEM: Adriano Milczvski, auxiliado por Rafael Trombeta e João Fabio Machado Brischiliari (trio do PR).
BORDERÔ: 4.268 torcedores, para uma renda de R$ 86.282,00.
LOCAL: Ressacada, em Florianópolis.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro
Leia mais notícias sobre o
Avaí

 
A Notícia
Busca