Santos empata sem gol com Independiente na ida das oitavas da Libertadores - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Buenos Aires22/08/2018 | 00h20

Santos empata sem gol com Independiente na ida das oitavas da Libertadores

AFP
AFP

Dominado em campo, o Santos voltou de Buenos Aires com um valioso empate sem gol diante do Independiente, nesta terça-feira no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

Com uma atuação defensiva segura, mas um ataque pouco inspirado, o Santos conseguiu aguentar a pressão do time argentino, que dominou a partida de início ao fim e teve um jogador a mais em campo nos últimos 15 minutos de jogo, após a expulsão do lateral-esquerda Dodô.

Após segurar o ímpeto do Independiente em Buenos Aires, o Santos precisa apenas de uma vitória simples no jogo de volta, na Vila Belmiro no dia 28 de agosto, para ficar com a vaga nas quartas de final da Libertadores.

O vencedor do confronto enfrentará os argentinos Racing ou River Plate na próxima fase.

- Santos se defende -

Como era de se esperar, o Independiente assumiu as rédeas da partida jogando diante de sua fanática torcida. Mas, no primeiro tempo, apesar de ter maior posse de bola, sofreu para achar espaços no setor defensivo santista, muito bem montado por Cuca, com destaque para a dupla de zaga formada por Lucas Veríssimo e Gustavo Henrique.

Mas se a defesa santista funcionou, o ataque deixou a desejar.

Apesar de contar com os rápidos e habilidosos Bruno Henrique, Gabigol e o jovem Rodrygo, o Santos não conseguiu obrigar o goleiro Campaña a fazer uma defesa sequer no primeiro tempo.

A melhor oportunidade brasileira na partida veio com Rodrygo. Aos 25 minutos, o jovem de 17 anos escapou da marcação pela direita e invadiu a área argentina, mas demorou para finalizar o lance e foi travado por Francisco Silva.

Do outro lado, Gigliotti (12 min), em cabeçada forte, e Meza (20), em chute de fora da área, obrigaram Vanderlei a fazer duas lindas defesas para garantir o empate no intervalo.

- Empate valioso -

Na segunda etapa, o Independiente voltou a campo decidido a aumentar a pressão, mas seguiu esbarrando na boa defesa santista.

Já o Santos continuava encontrando espaços para contra-atacar, mas pecava no último passe devido à precipitação dos homens de frente.

A dificuldade do Santos para manter a bola no ataque acabou chamando os argentinos para o jogo e, aos 24, Gigliotti teve a melhor chance do jogo após ajeitada de cabeça de Cerutti dentro da área, mas mandou por cima do gol de Vanderlei.

Aos 31, o goleirão do Peixe salvou o time com uma bela defesa em cabeçada de Burdisso.

Torcendo para o juiz apitar o fim do jogo, o Santos ainda teve últimos 15 minutos de tensão devido à expulsão de Dodô, que levou um segundo cartão amarelo após falta dura no meio de campo.

Com um jogador a menos, o Santos se fechou ainda mais na defesa e garantiu um ótimo resultado para o jogo de volta na Vila Belmiro, onde terá que jogar mais futebol se quiser avançar às quartas de final da Libertadores.

* AFP

 
A Notícia
Busca