Chapecoense sofre gol no início e perde do Corinthians na ida das quartas de final - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Copa do Brasil01/08/2018 | 23h41Atualizada em 01/08/2018 | 23h43

Chapecoense sofre gol no início e perde do Corinthians na ida das quartas de final

Equipe terá que vencer por vantagem maior na volta para se classificar à semifinal

Chapecoense sofre gol no início e perde do Corinthians na ida das quartas de final ADRIANA SPACA/Estadão Conteúdo
Foto: ADRIANA SPACA / Estadão Conteúdo
DC Esportes
DC Esportes

A Chapecoense está em desvantagem na disputa pela inédita vaga na semifinal da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, o Verdão do Oeste não conseguiu derrubar o jejum de jamais ter vencido o Corinthians e perdeu por 1 a 0, na Arena Corinthians, em confronto de ida pelas quartas de final. O gol foi marcado logo no início com o atacante Romero. 

Após a quarta derrota para o Timão em nove jogos entre os times na história, a Chape terá que vencer por dois ou mais gols de diferença na volta para se classificar. O triunfo por um gol leva a decisão para os pênaltis. O empate ou revés garante o Corinthians na semifinal.  

As equipes voltam a se enfrentam no próximo dia 15 (quarta-feira), às 21h45min, na Arena Condá. Quem avançar vai encarar o vencedor de Grêmio e Flamengo. No duelo de ida, em Porto Alegre, os gaúchos venciam até o último lance por 1 a 0, com gol do atacante Luan, mas sofreram o empate, por 1 a 1, com tento de Lincoln. 

Antes dos duelos de volta da Copa do Brasil, os times têm compromissos pelo Brasileirão. O Corinthians encara o Atlético-PR neste sábado, às 21h, na Arena Corinthians. A Chape visita o Sport no domingo, às 19h, na Ilha do Retiro. As partidas são válidas pela 17ª rodada. 

O Corinthians precisou de apenas cinco minutos e seis toques na bola para abrir o placar. A jogada começou com Cássio. O goleiro interceptou a cobrança de escanteio da Chape e armou o contra-ataque com Pedrinho após um lançamento perfeito. O jovem dominou, olhou para a área e serviu Romero. O atacante comprovou a boa fase, meteu a cabeça e mandou no canto esquerdo de Jandrei: 1 a 0. Foi o sexto gol do atacante paraguaio nas últimas três partidas. 

Com mais volume e apostando na pressão logo depois de ficar em vantagem, o Timão tentou ampliar e teve boa oportunidade. Aos 12, Jadson arriscou de fora da área e a bola saiu ao lado direito da meta catarinense. A Chape foi de ataque atrás da igualdade antes do intervalo, mas esbarrou na forte marcação do adversário. Nas jogadas pelo alto, o Verdão também não teve sucesso. Na melhor, aos 24, Fagner afastou ao sentir a proximidade de Wellington Paulista.  

Na ânsia de empatar, a Chapecoense deixou espaços para as triangulações do Corinthians. Na base da troca de passe, a equipe da quase acertou o travessão de Jandrei. Aos 28, o ligeiro Pedrinho recebeu pelo lado direito e soltou a pancada de canhota. A bola passou pelo goleiro do Verdão, mas parou no poste. O Verdão voltou a ameaçar a meta de Cássio somente aos 43. Bruno Pacheco cobrou falta da intermediária, com força, e o arqueiro espalmou para fora.  

A etapa final teve início com o Timão pressionando. Aos três, Jadson bateu falta de longe e a bola tinha como endereço o ângulo direito de Jandrei, mas o goleiro chegou a tempo de com um tapa mandar pela linha de fundo. Após o susto, a Chape conseguiu equilibrar, mas faltou força ofensiva. Gilson Kleina tirou Osman e colocou Márcio Araújo para reforçar a marcação pelo meio e liberar os laterais Eduardo, pela direita, e Bruno Pacheco, pela esquerda.

A ousadia do treinador quase deu resultado. Aos 19, Eduardo fez excelente jogada e chutou com força para defesa de Cássio, que rebateu para o meio. Ninguém da Chape aproveitou a sequência do lance. Quatro minutos depois, Yann Rolim cobrou falta para o meio da área, a bola passou pelo goleiro corintiano, mas Rafael Thyere não conseguiu empurrar para a rede. Aos 28, Wellington Paulista mandou de cabeça, mas o arqueiro do Timão segurou firme.

Deixando espaços para os contra-ataques do Corinthians, a Chape contou com a sorte. Aos 38, Emerson Sheik recebeu dentro da área e bateu cruzado. A bola saiu à direita da meta de Jandrei. Nos acréscimos, Araos soltou a pancada e o goleiro do Verdão espalmou. A redonda ainda tocou no travessão antes de sair. Em seguida, Henrique cabeceou com perigo e errou por pouco o algo. O Verdão terá que fazer o dever de casa para permanecer vivo na busca do sonho inédito na Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS - 1
Cássio; Fagner, Henrique, Pedro Henrique e Danilo Avelar; Gabriel, Pedrinho (Emerson Sheik), Douglas, Jadson (Araos) e Mateus Vital (Marquinhos Gabriel);  Romero. Técnico: Osmar Loss.

CHAPECOENSE - 0
Jandrei; Eduardo, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Elicarlos, Amaral e Yann Rolim (Canteros); Osman (Márcio Araújo), Bruno Silva (Guilherme) e Wellington Paulista. Técnico: Gilson Kleina.

GOL: Romero, aos cinco minutos do primeiro tempo.
CARTÕES AMARELOS:
Douglas, Jadson e Marquinhos Gabriel (C). Amaral e Osman (Ch).
BORDERÔ:
23.879 torcedores (23.624 pagantes) para renda de R$ 931.506,17.
ARBITRAGEM:
Wagner do Nascimento Magalhães (RJ), Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Alessandro Álvaro Rocha de Matos (BA).
LOCAL: Arena Corinthians, em São Paulo.

Leia mais notícias sobre a Chapecoense no DC


 
A Notícia
Busca