Avaí assume missão de melhorar aproveitamento nas finalizações - Esportes - A Notícia

Vers?o mobile

 

Série B11/08/2018 | 15h42Atualizada em 11/08/2018 | 15h42

Avaí assume missão de melhorar aproveitamento nas finalizações

Equipe acerta 37,8% dos arremates na competição

Avaí assume missão de melhorar aproveitamento nas finalizações Leo Munhoz/Diário Catarinense
Foto: Leo Munhoz / Diário Catarinense
DC Esportes
DC Esportes

Não falta finalização para o Avaí encontrar o gol nesta Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe azurra tem uma das maiores médias de conclusões na competição. No entanto, o mesmo não se repete no percentual de acerto, mais abaixo em relação aos adversários. Dos 14,2 arremates contra a baliza rival, 37,8% tem a direção do gol. Uma das missões da equipe para o returno – além de elevar o aproveitamento como mandante – e ser vai efetivo nas tentativas.

— A gente tenta finalizar de maneira certa, mas nem sempre dá certo. A gente trabalha muito forte para chegar ao jogo e quando tiver a oportunidade temos que ser letais. No jogo passado, em bola parada, tive uma chance só. Eu subi e fiz o gol de cabeça. Uma bola só em 90 minutos. Vou sempre me cobrar, assim como todo muito. Treinamos, treinamos e treinamos para quando chegar no jogo acertarmos — disse o atacante Rodrigão, artilheiro da equipe na competição com seis gols, junto de Renato.

O Avaí finalizou 283 vezes nos 20 jogos que fez, com 37,8% de acerto e 63,2% de arremates errados. A maioria das vezes a conclusão é originada de passe, mas a equipe tem se sobressaído nas finalizações a partir de cruzamentos (57 das certas) e em rebatidas da defesa (60).

Para o próximo duelo na Série B, diante do Brasil-RS fora de casa, na terça-feira, a equipe não irá contar com o atacante Romulo. Ele teve lesão muscular na coxa esquerda confirmada. Ainda, o zagueiro Airton é tido como dúvida, com dores na panturrilha. Se o defensor não tiver condições de jogo, o técnico Geninho tem um problema para resolver. É que Marquinhos Silva, possível substituto, está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

A delegação azurra viaja para Pelotas neste domingo de ônibus. Sem voo da capital catarinense para o Rio Grande do Sul, o clube preferiu fazer a viagem por terra. Para o atacante Rodrigão, as cerca de oito horas dentro do veículo vai serão utilizadas para relaxar com os companheiros.

— É uma viagem longa. A gente vai se zoando, assiste filme, dorme. Tudo isso para o tempo passar. Quando chegar lá, temos somente que nos concentrar no jogo e buscar os três pontos.

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Avaí

 
A Notícia
Busca