Turquia comemora decisão de Özil de deixar seleção alemã - Esportes - A Notícia

Vers?o mobile

 

Istambul23/07/2018 | 07h43

Turquia comemora decisão de Özil de deixar seleção alemã

AFP
AFP

Vários ministros turcos celebraram a decisão do jogador de futebol alemão de origem turca Mesut Özil de deixar a seleção de futebol, após uma controversa foto com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

Depois da polêmica, o jogador do Arsenal anunciou no Twitter, no domingo, que não voltaria a jogar com a seleção e que não tinha "qualquer intenção política".

"Felicito Mesut Özil que, ao deixar a seleção nacional alemã, marcou seu melhor gol contra o vírus do fascismo", tuitou o ministro turco da Justiça, Abdülhamit Gül.

Já o ministro dos Esportes, Mehmet Kasapoglu, afirmou no Twitter que apoia "totalmente a posição honrada do nosso irmão Mesut Özil".

De acordo com uma porta-voz do governo alemão, a chanceler Angela Merkel respeita a decisão do jogador.

"Como sabem, a chanceler tem muito apreço por Mesut Özil. Mesut Özil é um jogador de futebol que fez muito pela seleção nacional. Mesut Özil tomou agora uma decisão que tem de ser respeitada", disse Ulrike Demmer, porta-voz de Merkel.

A foto em que Özil e o também jogador alemão de origem turca Ilkay Gündogan aparecem juntos com Erdogan lhes valeu muitas críticas, sobretudo, após a eliminação da seleção alemã na primeira fase da Copa do Mundo da Rússia.

"Com muita dor e depois de muitas considerações sobre o ocorrido, não continuarei jogando para a seleção alemã enquanto houver esse sentimento de racismo e desrespeito", declarou Özil, no domingo, em um longo comunicado publicado no Twitter.

"Como muita gente, minhas raízes vão além de um país. Cresci na Alemanha, mas minha história familiar tem suas raízes solidamente arraigadas na Turquia. Tenho dois corações, um alemão e outro turco", acrescentou.

* AFP

 
A Notícia
Busca