Negociação com Sampdoria esfria e Chapecoense quer manter Jandrei - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Partida03/07/2018 | 19h19Atualizada em 03/07/2018 | 19h19

Negociação com Sampdoria esfria e Chapecoense quer manter Jandrei

Presidente disse que não houve acordo satisfatório

Negociação com Sampdoria esfria e Chapecoense quer manter Jandrei Sirli Freitas/Chapecoense
Goleiro Jandrei teve proposta do Sampdoria mas valores não são suficientes para tirar o goleiro da Chapecoense Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

O goleiro Jandrei, que parecia estar com um pé, ou uma luva, no Sampdoria, da Itália, ficou mais distante da Europa. Pelo menos essa foi a avaliação repassada pelo presidente da Chapecoense, Plínio David De Nês Filho, que conduz as negociações com os italianos. Os valores não chegaram nos patamares exigidos pelo clube, que detém 60% dos direitos do goleiro, adquiridos junto ao Tubarão, por R$ 300 mil.

- Esse assunto não está resolvido, não chegamos a um acordo satisfatório para ambas as partes. Nossa intenção clara é mantê-lo na Chapecoense - afirmou o presidente.

Depois das saídas de Apodi e Arthur Caike, a intenção do clube é evitar novas saídas. A meta do presidente não é apenas se manter na elite do Brasileirão, mas também ficar entre os dez primeiros, o que daria maior retorno nas cotas de televisão e publicidade.

Plínio De Nes disse que vai contratar mais algum jogador se for necessário, mas primeiro quer testar jogadores que já estão no clube. Entre eles o meia argentino Doffo, formado na base do Velez Sarsfield, o lateral Marcos Vinícius, que veio do Tubarão, o meia Jean Roberto, do Pelotas, e o volante Barreto, que veio do Criciúma.

Um dos testes será no dia 11 de julho, contra o San Lorenzo, na Arena Condá. Outro amistoso está previsto para o dia 14 de julho, provavelmente contra o River Plate do Uruguai. 

Também está confirmado um amistoso contra o Torino, na Itália, no dia primeiro de agosto.

Leia mais notícias sobre a Chapecoense no DC


 
A Notícia
Busca