De Kane a Modric, a revanche do Tottenham de Pochettino - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Moscou10/07/2018 | 13h03

De Kane a Modric, a revanche do Tottenham de Pochettino

AFP
AFP

Independentemente do resultado de Inglaterra e Croácia, o Tottenham terá um representante na final da Copa do Mundo da Rússia: seja com Harry Kane, capitão inglês e principal nome do time comandado pelo argentino Mauricio Pochettino, ou o croata Luka Modric, com passagem pela equipe antes de defender o Real Madrid.

- "Spurs" em evolução -

É difícil encontrar espaço entre os gigantes de Londres. Além dos poderosos Chelsea e Arsenal e do tradicional West Ham, o Tottenham voltou aos holofotes desde a chegada de Mauricio Pochettino. O último título inglês dos Spurs foi em 1961.

O argentino assumiu o comando da equipe em 2014, levando os Spurs ao quinto lugar da Premier League. Depois, continuou progredindo para terminar em terceiro, segundo e terceiro lugar nas últimas três temporadas, respectivamente.

O elenco também deixou marca na Liga dos Campeões, terminando na primeira colocação do grupo que contava com o poderoso Real Madrid. Nas oitavas de final, quase conseguiu eliminar outro gigante, a Juventus.

Nesta Copa do Mundo, alguns de seus jogadores estão brilhando, em especial o atacante Harry Kane, artilheiro do mundial com seis gols e próximo de levar a Chuteira de Ouro do torneio.

- Modric, feito no Tottenham -

O Tottenham é o clube mais representado nas semifinais, com nove jogadores: Harry Kane, Dele Alli, Kieran Trippier, Danny Rose, Eric Dier na Inglaterra; Toby Alderweireld, Jan Vertonghen e Mousa Dembélé na Bélgica; Hugo Lloris na França.

Na Croácia, Luka Modric defendeu o clube entre 2008 e 2012 antes de ser vendido ao Real Madrid por mais de 40 milhões de euros.

Campeão de quatro das últimas cinco Ligas do Campeões, o clube merengue tem apenas três representantes nas semifinais: Modric, Raphaël Varane e Mateo Kovacic.

A presença de belgas e ingleses nesta fase do torneio evidencia a importância do desenvolvimento dos jogadores na Premier League.

Manchester City e Manchester United contam com sete representantes cada um (Jesse Lingard, Phil Jones, Ashley Young, Marcus Rashford, Marouane Fellaini, Romelu Lukaku, Paul Pogba nos 'Diabos Vermelhos'; Kyle Walker, John Stones, Raheem Sterling, Fabian Delph, Vincent Kompany, Kevin De Bruyne, Benjamin Mendy nos Citizens).

- Perto de um título -

"A Inglaterra tem uma das melhores ligas da Europa", observou no domingo o técnico croata Zlatko Dalic. "Se tivéssemos o dinheiro da Inglaterra, quem sabe o que teríamos em nossas mãos", acrescentou.

O Tottenham, durante muito tempo alvo de piadas por ser considerado um time perdedor, está tendo uma espécie de revanche e seus torcedores estão contentes com isso.

"Nunca teria pensado que isso aconteceria, mas penso que o Tottenham realmente poderia ter uma chance de ganhar um troféu aqui" na Copa do Mundo, escreveu o ator Jack Whitehall em sua conta no Twitter.

* AFP

 
A Notícia
Busca