Chapecoense empata com os reservas do Grêmio e sai do Z-4 - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Brasileirão29/07/2018 | 20h57Atualizada em 29/07/2018 | 21h17

Chapecoense empata com os reservas do Grêmio e sai do Z-4

Time catarinense não consegue vencer mas conquista um ponto após sair em desvantagem

Chapecoense empata com os reservas do Grêmio e sai do Z-4 MáRCIO CUNHA/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: MáRCIO CUNHA / ESTADÃO CONTEÚDO

O empate por 1 a 1 com os reservas do Grêmio não era o resultado que a Chapecoense esperava. Mas pelo menos o ponto conquistado na noite deste domingo, na Arena Condá, serviu para deixar momentaneamente a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O time catarinense foi a 17 pontos, um a mais do que Santos e Bahia, que tem jogos a menos.

Pressionado pela falta de vitórias na retomada após a Copa do Mundo, o técnico Gilson Kleina barrou Canteros e promoveu a estreia de Yann Rolim, reforço que estava na Dinamarca e que no Brasil jogou no Juventude. Também mudou Márcio Araújo por Amaral. Já o Grêmio utilizou uma equipe reserva, poupando o time principal para o confronto de quarta-feira contra o Flamengo, pela Copa do Brasil.

Só que os reservas do Tricolor, embalados por 3,4 mil torcedores que lotaram o espaço dos visitantes, mostraram muita qualidade e, em dois minutos, abriram o placar com Pepê. Ele tocou para Hernane, recebeu de volta na área e tocou para gol. A desvantagem aumentou ainda mais a pressão no time da casa, que vinha de derrota para o Botafogo e precisava da vitória para sair da zona de rebaixamento.

A aflição aumentou quando a Chapecoense teve a chance de empatar logo em seguida, em cobrança de falta de Bruno Pacheco, que Amaral furou na pequena área. O estreante Yann também mostrou qualidade e finalizou duas vezes no primeiro tempo, ambas para fora. Wellington Paulista também tentou duas vezes, uma por cobertura e outra em cruzamento, mas também errou o alvo.  Nos contra-ataques o time visitante levava perigo. Madson recebeu livre na direita e chutou na rede pelo lado de fora. Paulo Miranda, de fora da área, quase acertou o ângulo. E Jandrei defendeu chutes de Thaciano e Marinho. 

No início do segundo tempo a Chapecoense voltou melhor e conseguiu o empate num lance em que Bruno Silva, em situação duvidosa, dividiu com Paulo Vitor. A bola sobrou para Elicarlos empatar. Logo em seguida Yann finalizou novamente com perigo. A Chapecoense seguiu pressionado e Elicarlos mostrou estar com fome de gol, arriscando um chute de fora da área, mas a bola subiu demais. O gol da virada quase saiu no final da partida num cruzamento de Eduardo, que Amaral cabeceou e o goleiro Paulo Vitor mandou para escanteio. 

Agora a Chapecoense dá um tempo no Campeonato Brasileiro pois o próximo compromisso é pela Copa do Brasil, na quarta-feira, contra o Corinthians, em São Paulo. No domingo encara o Sport, na Ilha do Retiro. Daí sim volta a luta para se manter na Série A do Brasileiro

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE- 1
Jandrei, Eduardo, Nery Bareiro, Douglas e Bruno Pacheco; Elicarlos, Amaral e Yann (Alan Ruschel); Bruno Silva, Wellington Paulista (Vinícius Freitas) e Osman (Leandro Pereira). Técnico: Gilson Kleina.

GRÊMIO - 1
Paulo Vítor, Madson, Paulo Miranda, Bressan (Derlan) e Guilherme Guedes; Jaílson,  Thaciano (Matheus Henrique) e Douglas; Marinho, Hernane ( Tonny Anderson) e Pepê. Técnico: Renato Gaúcho.

GOLS: Pepê (G), aos dois minutos do primeiro tempo; Elicarlos (C), aos 16 minutos do segundo tempo.

PÚBLICO: 14.382
RENDA: R$ 681.095,00 

ARBITRAGEM: Rodrigo Carvalhaes de Miranda, auxiliado por Wendel de Paiva Gouvea e Daniel do Espírito Santo Parro (trio do RJ).

LOCAL: Arena Condá, em Chapecó.

Leia mais notícias sobre a Chapecoense no DC


 
A Notícia
Busca