Avaí insiste, mas toma derrota do Goiás na Ressacada - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Série B04/07/2018 | 22h26Atualizada em 04/07/2018 | 22h38

Avaí insiste, mas toma derrota do Goiás na Ressacada

Apesar de mais posse e finalizações, time da casa terminou com revés por gol sofrido em contra-ataque

Avaí insiste, mas toma derrota do Goiás na Ressacada Leo Munhoz/Diário Catarinense
Foto: Leo Munhoz / Diário Catarinense
João Lucas Cardoso
João Lucas Cardoso

joao.lucas@somosnsc.com.br

Como na Copa do Mundo, o time com mais posse de bola saiu derrotado. O Avaí sofreu com o que tem ocorrido na Rússia nesta quarta-feira. Teve mais posse de bola (53%) e finalizou bem mais que o adversário (20 a 6), mas terminou a partida na Ressacada derrotado. Em um contragolpe fatal, no finzinho do primeiro tempo, o Goiás conseguiu o gol do 1 a 0. Por mais que tenha insistido até os últimos instantes, o time da casa não conseguiu a igualdade. Com o resultado, a equipe azurra perdeu uma posição na Série B do Campeonato Brasileiro e pode perder mais com o andamento da 14ª rodada.

Na próxima rodada, o Leão vai jogar no estado vizinho. O adversário é o Londrina, no confronto marcado para as 18h da próxima quinta-feira, no Estádio do Café. O Goiás volta a enfrentar um catarinense, mas joga como mandante. O esmeraldino recebe o Criciúma às 20h30min da próxima sexta-feira (13), no Olímpico Pedro Ludovico.

O jogo

Na trave! Passados 13 minutos até que o jogo aquecesse, Capa botou na área, a bola passou pela defesa e Rodrigão, surpreendido no segundo pau, desviou de letra. Foi na trave e saiu. O Avaí com Getúlio no meio de campo e o estreante Marquinhos Silva na zaga tentava abrir o placar o quanto antes e deixava o visitante restrito ao seu campo. Presente na Ressacada, Daniel Alves pouco via o colega de posição do time da casa. O lateral Guga era pouco acionado, a maioria das jogadas azurras eram pela esquerda. Quando o atleta do outro lado teve chance de contribuir, botou falta na área e Marquinhos Silva testou rente ao poste e para fora.

O Goiás só conseguiu atentar contra a meta de Aranha aos 38. Michael bateu e o goleiro pegou sem dificuldade. Mas pouco pôde fazer três minutos depois. Após batida de escanteio do Leão, o time de verde retomou e foi ágil no contra-ataque. Felipe Garcia mandou na frente para o próprio Michael, que saiu do campo de defesa e foi até a cara de Aranha. Botou do lado e pelo outro partiu em comemoração pelo gol da vitória parcial. Ainda mais ofensivo, o Avaí voltou do intervalo com Maurinho na vaga de Getúlio. Ele quase conseguiu o arremate aos 14, quando a bola alçada na área sobrou. Porém, tocou no quadril e escapou direto para as mãos de Marcos.

Então Geninho mandou Marquinhos para o jogo, aos 17 e na vaga do zagueiro Alemão, para ter um jogador de criação para municiar o ataque. Tentou o empate ele mesmo em batida de escanteio fechado, quatro minutos depois. A última cartada foi a entrada de André Moritz. Aos 27, ele mesmo arriscou de fora e Maurinho aparou a redonda pelo caminho, girou e bateu. Marcos fez uma defesaça. O Avaí foi todo pressão, teve mais posse de bola e mais finalizações ao longo da partida. Porém, bastou uma tentativa entre as seis esmeraldinas para fazer do placar do primeiro tempo o final.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ
A
ranha; Alemão (Marquinhos), Marquinhos Silva e Airton; Guga, Judson, Matheus Barbosa (André Moritz) e Capa; Getúlio (Maurinho), Romulo e Rodrigão. Técnico: Geninho.
GOIÁS
Marcos; Alex Silva, David Duarte, Edcarlos e Ernandes; João Afonoso, Tiago Luis, Renato Cajá e Felipe Gedoz (Jacó); Felipe Garcia (Victor Ramos) e Michael (Júnior Viçosa). Técnico: Ney Franco. 

GOLS: Michael, aos 41/1T (G).
CARTÕES AMARELOS: Alemão (A). Edcarlos e Felipe Garcia (G). 

ARBITRAGEM: Thiago Duarte Peixoto, auxiliado por Rogério Pablos Zanardo e Evandro de Melo Lima (trio de SP).
BORDERÔ: 3.126 torcedores, para uma renda de R$ 63.980.
LOCAL: Ressacada, em Florianópolis

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Avaí

 
A Notícia
Busca