As curtas da Copa - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Moscou03/07/2018 | 17h26

As curtas da Copa

AFP
AFP

Notícias curiosas ou divertidas registradas pela AFP durante a Copa do Mundo da Rússia-2018.

- Nota de agradecimento

Como ocorreu em competições anteriores, os torcedores japoneses já haviam dado ao mundo imagens de civilidade limpando as arquibancadas após as partidas de sua equipe. Sua seleção deu outro exemplo incomum na segunda-feira, após sua eliminação para a Bélgica nas oitavas de final. Os jogadores, apesar da grande decepção, foram cumprimentar seus torcedores ao fim da partida e pararam educadamente para atender os jornalistas, assim como nas partidas que ganharam. Também limparam seu vestiário de Rostov-do-Don e, inclusive, deixaram uma nota de agradecimento, com um "Obrigado" em russo, para as pessoas que trabalharam na Copa, acompanhada de origamis.

- Que venham os bombeiros

Um pequeno salão cheio de jornalistas à espera da entrevista coletiva do uruguaio Luis Suárez e um alarme de incêndio que começa a tocar, assim como uma mensagem em russo e inglês que alertava sobre o perigo de fogo. No entanto, ninguém se mexeu. O chefe de assessoria de imprensa da seleção uruguaia, Matías Faral, explicou a situação: o vapor do chuveiro ativou o alarme no complexo hoteleiro onde a Celeste está desde o início da Copa.

- Griezmann e Mbappé, na boca de todos

Kylian Mbappé monopoliza capas e manchetes na Copa do Mundo, especialmente após seus dois gols na Argentina pelas oitavas de final. Mas ainda não foi o suficiente para desbancar Antoine Griezmann como jogador da seleção francesa com mais presença nas redes sociais. A empresa especializada Digimind analisou o impacto dos jogadores franceses nas redes sociais na França e o mais mencionado é Antoine Griezmann (18,2%), à frente de Kylian Mbappé (16,2%) e Paul Pogba (13,1%). No que se refere às seleções, sem levar em conta os Bleus, o Brasil foi a equipe que gerou mais impacto (40,7%), com clara vantagem sobre Portugal (22,1%) e Argentina (8,4%).

- Difícil mudança

Se o francês Patrice Evra esperava se dedicar a ser comentarista de futebol depois de sua carreira de jogador, não começou com o pé direito o seu trabalho para a emissora britânica ITV. Os espectadores não parecem estar convencidos com o trabalho do jogador do West Ham. "Os grandes jogadores não são necessariamente grandes comentaristas e, às vezes, os grandes jogadores são péssimos comentaristas, como acontece com Evra", avalia o jornal The Guardian. "Condescendente" e "preguiçoso" são algumas das qualificações dadas ao francês, que também foi criticado por uma atitude considerada sexistas contra uma comentarista da emissora. Seu trabalho foi avaliado pelo jornal com a nota 1,5 de 10.

* AFP

 
A Notícia
Busca