As curtas da Copa - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Paris17/06/2018 | 14h31

As curtas da Copa

AFP
AFP

Veja a seguir as notícias curiosas ou divertidas registradas pela AFP no decorrer da Copa do Mundo da Rússia-2018.

- Maradona nervoso

Diego Maradona não quis perder a estreia de sua seleção na Copa da Rússia, neste sábado contra a Islândia (1-1), e apareceu de surpresa no Estádio Spartak de Moscou. Com o nervosismo da estreia e do resultado, Maradona acendeu um charuto - embora isso seja proibido.

Depois, ele precisou pedir desculpas. "Hoje foi um dia complicado para os argentinos, com muita tensão pela estreia. Cada um tem seu jeito de ser e de sentir as coisas. Sinceramente, não sabia que não podia fumar no estádio, pelo desculpas às pessoas e à organização", disse no Instagram.

- Mensagem emocionante

A estreia do Panamá em uma Copa do Mundo coincide nesta segunda-feira com a celebração do Dia dos Pais em boa parte da América Latina. Por isso, a Federação Panamenha (FEPAFUT) surpreendeu os escalados entregando, horas antes da partida contra a Bélgica, montagens com fotos e mensagens dos filhos dos jogadores. "Você é nosso super-herói", disseram os filhos do veterano Gabriel Gómez. Os panamenhos acharam difícil conter a emoção, mas ganharam uma motivação a mais para enfrentar os temidos Diabos Vermelhos belgas.

- Cafeína

"Os russos sabem fazer muitas coisas, mas café expresso, não", afirmou o técnico alemão Joachim Löw. Como solução, ele prefere fazê-las pessoalmente em uma pequena máquina que foi instalada na sede da Mannschaft, em Vatutinki, perto de Moscou.

- Mudança de perspectiva

Yvon Mvogo havia comprado ingressos para o Brasil-Suíça no domingo, em Rostov-on-Don, mas ele terá um ponto de vista melhor para essa partida. Aos 24 anos, foi escolhido o terceiro goleiro da equipe suíça e poderá acompanhar a partida do banco de reservas.

Ele fez parte da seleção Sub-21, mas nunca entrou em campo com o time principal. Agora, faz parte da lista de convocados graças à lesão do terceiro goleiro suíço, Marwin Hitz.

- Quando a Praça Vermelha será reaberta?

A Praça Vermelha e o mausoléu de Lênin são dois emblemas de Moscou, mas estão fechados desde o show organizado na quarta-feira para a abertura informal da Copa do Mundo.

A principal atração turística da capital continua fechada, com cercas impedindo o acesso. Dezenas de milhares de pessoas são impedidas diariamente de entrar, mas em breve a visitação será reaberta, prometeu o vice-primeiro-ministro russo Esportes, Vitali Mutko. "Haverá instalações de futebol, com playground e torneios para crianças", disse ele. Quando? "Em alguns dias", prometeu.

- Para Goran

O capitão da Sérvia, Aleksandar Kolarov, marcou o gol da vitória de sua equipe contra a Costa Rica (1-0) e sabia para quem dedicá-lo: Goran Bunjevchevic, diretor esportivo da seleção, que sofreu um ataque cardíaco no mês passado. "Essa é uma mensagem para ele e para sua família: estamos 100% com ele", declarou após a vitória.

- Viagens eternas

Oito mil quilômetros e mais de um dia de viagem. "Saímos de Dakar e, depois de seis horas de voo, aterrissamos em Istambul, onde passamos seis horas para pegar o voo para Moscou. Duas horas e meia mais tarde chegamos à capital russa", conta Billmahmuud.

Mustapha deixa a odisseia ainda mais épica: "Chegamos a Moscou às 3h, tivemos que esperar no aeroporto até as 10h para ir a Kiski e de lá pegamos o trem para Kaluga". Para os dois torcedores senegaleses, entrevistados pelo site da Fifa, não há cansaço para torcer pelo Senegal na Copa - a primeira de seu país desde a edição histórica de 2002, na qual chegaram surpreendentemente às quartas de final.

* AFP

 
A Notícia
Busca