Torcida organizada do Al-Ahly é dissolvida por pressão do governo egípcio - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

 

Cairo16/05/2018 | 17h36

Torcida organizada do Al-Ahly é dissolvida por pressão do governo egípcio

AFP
AFP

Os Ultras do Al-Ahly, torcida organizada do clube mais famoso do Egito, mas considerada uma organização ilegal pelas autoridades, anunciaram nesta quarta-feira seu dissolvimento.

Este anúncio foi feito na página no Facebook do grupo, que conta com mais de 1,3 milhão de seguidores, antes da própria página ser extinta.

"Decidimos, para preservar o futuro de cada um, dissolver completamente o grupo de Ultras do Al-Ahly", explicou, sem dar mais detalhes, mas afirmando que os torcedores continuarão acompanhando e apoiando o clube.

Esta decisão acontece algumas semanas depois do anúncio pelo grupo da suspensão de suas atividades, após confrontos violentos entre alguns de seus membros e a polícia, depois de uma partida no Cairo entre o Al-Ahly e o clube gabonês Mounana, pela Liga dos Campeões da África.

Nos últimos anos, os torcedores organizados do clube egípcio estiveram várias vezes envolvidos em brigas com as forças de ordem e vários dos integrantes foram presos.

Em fevereiro de 2012, pelo menos 74 pessoas, em sua maioria torcedores do Al-Ahly, foram assassinados em confrontos no estádio de Port Said, após uma partida contra o rival Al-Masry.

O Campeonato Egípcio, suspenso inicialmente devido a esta tragédia, voltou a ser disputado sem público nas arquibancadas por um tempo.

Em janeiro, 28 torcedores do Al-Ahly foram condenados por um tribunal de Alexandria a um ano de prisão por usarem camisas em homenagem aos "mártires" de Port Said.

* AFP

 
A Notícia
Busca