"Precisamos mudar a atitude", diz Márcio Fernandes, novo técnico do JEC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Futebol15/05/2018 | 18h32Atualizada em 15/05/2018 | 18h32

"Precisamos mudar a atitude", diz Márcio Fernandes, novo técnico do JEC

Treinador tricolor será apresentado pelo clube na tarde desta quarta, no CT do Morro do Meio

"Precisamos mudar a atitude", diz Márcio Fernandes, novo técnico do JEC Divulgação / Agência Botafogo/Agência Botafogo
Foto: Divulgação / Agência Botafogo / Agência Botafogo

Demorou, mas o Joinville tem novo técnico: Márcio Fernandes, paulista de 56 anos, foi anunciado oficialmente pelo JEC na tarde desta terça-feira e vai chegar na manhã desta quarta-feira. O novo comandante será apresentado às 14h30, no CT do Morro do Meio. Desligado do Linense após o Campeonato Paulista, Márcio conversou com a reportagem de "A Notícia" antes da viagem para Joinville. Segundo ele, é preciso mudar a atitude para o Tricolor reagir no Brasileiro da Série C.

— Difícil falar de longe, mas precisamos mudar a atitude. Não tem outro caminho. O Joinville não pode ser o lanterna de sua chave — observou. 

O comandante negociava com o Tricolor desde segunda-feira.  Ele revelou que esperava que o acerto acontecesse de forma mais rápida, no entanto, a oportunidade de dirigir uma equipe do Sul — algo inédito na sua carreira — o convenceu a aceitar o desafio. Márcio disse também que a questão salarial não pesou no acordo.

— Foi uma proposta bem abaixo do que eu normalmente ganhava, mas é a chance de me abrir para um mercado novo, por isso o dinheiro não é o principal. O desafio é fazer um trabalho novo e projetar uma boa campanha pela equipe na Série C. 

Márcio chega acompanhado pelo filho, o auxiliar Márcio Fernandes Júnior, e pelo preparador físico, Jayme Costa Filho. No Tricolor, terá contrato renovado para o Campeonato Catarinense caso consiga o acesso à Série B. O retorno para a Série B, por sinal, é, sim, um objetivo do treinador apesar de ele parecer distante para o time que está na zona do rebaixamento.

— Se eu falar que não acredito, eu nem iria para aí. Vamos ter que mostrar uma atitude diferente. Esta aí não nos leva a lugar algum — concluiu. 

 
A Notícia
Busca