Milton Cruz espera jogo aberto contra o Fortaleza e cita amizade com Rogério Ceni - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

 

Figueirense17/05/2018 | 17h55Atualizada em 17/05/2018 | 17h55

Milton Cruz espera jogo aberto contra o Fortaleza e cita amizade com Rogério Ceni

Treinador está confiante na busca da reabilitação na Série B do Brasileiro

Milton Cruz espera jogo aberto contra o Fortaleza e cita amizade com Rogério Ceni Luiz Henrique/Figueirense
Foto: Luiz Henrique / Figueirense
DC Esportes
DC Esportes

As derrotas para Brasil-RS e Avaí (ambas por 1 a 0) fazem parte do passado no Figueirense, porém, o time comandado por Milton Cruz sabe que é preciso voltar a vencer para não ficar pelo caminho na Série B do Brasileiro. Contra o Fortaleza, nesta sexta-feira, às 21h30min, o treinador espera um jogo mais aberto que os anteriores, algo que pode ajudar o Furacão.

– Todos os jogos da Série B são complicados. Às vezes é mais difícil esses jogos do que contra times da Série A que nos deixam jogar. Temos que saber usar nossas armas para conquistar a vitórias. O Fortaleza é um time que propõe o jogo e gosta de jogar. Sei que o Rogério Ceni tem o mesmo pensamento de futebol que eu, de jogar para frente – disse. 

Milton terá dois desfalques: os volantes Betinho e Zé Antônio estão fora. O primeiro rompeu o ligamento do tornozelo esquerdo e fica fora da sequência da Série B. Aduda e Matheus Sales disputam a vaga entre os titulares. O segundo cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo recebido na derrota para o rival Avaí.

– Ainda estou avaliando e pensando. A gente está com algumas opções, mas ainda não tem nada definido. Até amanhã (sexta-feira) eu vejo quem joga. O Pereira, falamos com ele, vai no lugar do Zé Antônio. Falta saber quem joga na vaga do Betinho – destacou Milton.

O comandante do Figueirense vai reencontrar o amigo Rogério Ceni pela primeira vez em lados opostos. A dupla trabalhou por mais de 20 anos no São Paulo e acumulou inúmeras conquistas, como o tricampeonato brasileiro (2006, 2007 e 2008), além dos títulos da Libertadores e do Mundial (ambos em 2005).

– O Rogério é um grande amigo. Vivemos mais de 20 anos juntos no São Paulo. Temos uma amizade grande entre as famílias. Dentro de campo, porém, cada um vai defender seu time e fazer o melhor para que vença. Desde que ele foi para o Fortaleza a gente tem trocando ideia e informações. Na semana passada, ele disse que estava chegando a hora de me dar um abraço. Tenho um carinho grande pelo profissional e pessoa – completou.

A provável formação do Figueirense para o confronto tem Denis; Diego Renan, Nogueira, Eduardo e Lazaroni; Pereira, Abuda (Matheus Sales), João Paulo, Ferrareis e Jorge Henrique; André Luís. Com nove pontos após cinco partidas, o Furacão aparece na sétima colocação e entra no G-4 em caso de triunfo sobre o Fortaleza.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018
Leia mais sobre o
Figueirense

 
A Notícia
Busca