Com "informantes" no grupo, Chapecoense tenta encerrar jejum contra o Flamengo - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Brasileirão13/05/2018 | 06h50Atualizada em 13/05/2018 | 06h50

Com "informantes" no grupo, Chapecoense tenta encerrar jejum contra o Flamengo

Equipes duelam no domingo, às 16h, na Arena Condá em Chapecó

Com "informantes" no grupo, Chapecoense tenta encerrar jejum contra o Flamengo Arte DC/Arte DC
Foto: Arte DC / Arte DC

Para acabar com um jejum de vitórias de quase quatro anos diante do Flamengo, neste domingo, a partir das 16h, na Arena Condá, a Chapecoense conta com pelo menos quatro "informantes" que conhecem muito bem o Rubro-negro. O volante Márcio Araújo, de 33 anos, defendeu o time carioca por quatro temporada, com 219 jogos de 2014 a 2017, antes de se transferir para o Verdão do Oeste.

– A expectativa é muito grande de rever meus ex-companheiros, pois tenho muitos amigos lá. Eles estão liderando o campeonato e têm uma equipe muito forte, mas nós esperamos no domingo fazer um grande jogo e conquistar a primeira vitória na Série A – declarou Araújo.

O argentino Canteros fez 96 jogos entre 2014 e 2016, foi emprestado para o Vélez Sarsfield e depois para a Chape, no segundo semestre de 2017. Ele ainda tem vínculo com o Flamengo e sua renovação com o Verdão do Oeste, que termina no final do mês, mas está uma novela.

Outro volante, Luiz Antônio, praticamente foi criado no Flamengo, onde começou em 2002, foi profissionalizado em 2011 e ficou até 2017, apenas com períodos curtos de empréstimo para Bahia e Sport, até vir para a Chapecoense no ano passado. Disputou 178 jogos pelo time de maior torcida do Brasil.

Quem teve menos vínculo foi o atacante Arthur Caike, com apenas 12 jogos, em 2014. Os quatro podem passar dicas preciosas ao técnico Gilson Kleina para tentar melhorar a performance diante dos flamenguistas. Afinal, já são seis derrotas em oito jogos, apenas no Campeonato Brasileiro.  Isso sem contar a eliminação da Sul-Americana no ano passado, com empate sem gols em Chapecó e derrota por 4 a 0 fora.

A única vitória foi em 2014, por 1 a 0, na Arena Condá, com gol em cobrança de falta de Nenén. Teve também um empate por 2  a 2 no Rio de Janeiro, em 2016. No restante, só derrotas. Foram 18 gols sofridos e apenas seis marcados na Série A. Nem na Arena Condá o time leva vantagem, pois perdeu três jogos. Até porque, a torcida do Flamengo sempre superou três mil torcedores em Chapecó.

Além de quebrar esse tabu, o time catarinense precisa também da primeira vitória no atual campeonato. Foram três pontos em quatro jogos e a queda para a zona de rebaixamento. Pelo menos três dos quatro ex-flamenguistas devem iniciar a partida. A expectativa é que Luiz Antônio, que se recuperou de lesão, possa pelo menos ser relacionado. Para esta partida Kleina não terá o atacante Wellington Paulista, suspenso. Leandro Pereira jogar.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE X FLAMENGO

CHAPECOENSE
Jandrei; Apodi, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Elicarlos, Márcio Araújo e Canteros; Arthur Caike e Leandro Pereira. Técnico: Gilson Kleina.

FLAMENGO
Cesar; Rodinei, Juan, Rhodolfo e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Diego; Geuvânio, Vinícius Júnior e Guerrero (Henrique Dourado). Técnico: Maurício Barbieri.

ARBITRAGEM: Leandro Pedro Vuaden, auxiliado por Jorge Eduardo Bernardi e José Eduardo Calza (trio do RS).
DATA E HORÁRIO: domingo às 16h.
LOCAL: Arena Condá, em Chapecó.

Leia mais notícias sobre a Chapecoense no DC

 
A Notícia
Busca