Avaí empata com o São Bento e segue sem vencer na Ressacada - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Série B05/05/2018 | 18h25Atualizada em 05/05/2018 | 18h25

Avaí empata com o São Bento e segue sem vencer na Ressacada

Leão insistiu, tentou, perdeu chances ou parou no goleiro e não consegue vencer em casa

Avaí empata com o São Bento e segue sem vencer na Ressacada Cristiano Estrela/
Foto: Cristiano Estrela
DC Esportes
DC Esportes

Getúlio teve chances e finalizou mal. Rodrigão se esforçou, mas parou no goleiro. Até Judson, com a camisa 100, arriscou de fora e a bola, teimosa, não entrava. O Avaí insistiu e não conseguiu evitar o quinto empate seguido na Ressacada. Os gols do 1 a 1 neste sábado foram no começo da partida, diante de 4.029 torcedores. Alemão botou pênalti na rede aos nove de jogo e dois minutos depois a bola sobrou para Zé Roberto, em uma fatalidade da defesa azurra, para marcar para o São Bento e o placar não mexer mais no encontro pela quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Os dois times enfrentam adversários do mesmo estado na próxima rodada, em jogos marcados para as 16h30min de sábado. O São Bento recebe o Oeste enquanto o Avaí tem o clássico da Capital diante do Figueirense, no Orlando Scarpelli.

O jogo

Com Alemão, Guga e Renato, o time da casa encontrou o caminho pelo lado direito. Por ali nasceu a jogada que resultaria na abertura do placar aos nove minutos. Renato recebeu na frente da área, passou por dois e ao entrar na área foi barrado pelo zagueiro Luizão.  Penalidade máxima clara e que Alemão cobrou. O zagueiro bateu colocado, fez o goleiro cair no lado enquanto a bola foi se aninhar no barbante no canto oposto. Mas a vantagem durou muito pouco. Acostumado a sair atrás no placar, o São Bento empatou aos 11. A bola alçada na área sobrou para Zé Roberto. Ele ainda ganhou a dividida com Aranha e completou de costas para as redes, de calcanhar.

Na sequência, sem condições de continuar em campo por causa de dores nas costas, Renato deu espaço para o atacante Getúlio. O Avaí perdeu o jogador que fazia o lado direito abrir espaço no time adversário. Aos 16, levou perigo com o próprio Getúlio, que arriscou de fora e a bola raspou a trave direita de Rodrigo Viana. Porém, não demorou muito para que o time de azul e branco reafirmasse o domínio da partida. Passados 30 de partida, foram quatro finalizações seguidas do Leão que quase terminaram nas redes. Em uma delas, o camisa 100 Judson – pela quantidade de jogos pelo clube – bateu forte e rasteiro de fora da área. O goleiro foi no cantinho para evitar.

Rodrigo Viana apareceu bem outra vez aos 41. Capa mandou queimando a grama e Rodrigão desviou. O camisa 1 do beneditino evitou no reflexo e Getúlio isolou o rebote que apareceu na sua frente. O Avaí descansou e voltou para o segundo tempo tão dominante quanto era no primeiro. Tentava, construía jogadas e a finalização, porém, não era das melhores quando Pedro Castro, com desconforto na coxa direita, cedeu espaço para Luanzinho. Antes de ser substituído, Rodrigão quase acertou a desviada de cabeça no cruzamento de Capa, aos 21. A bola saiu e Beltrán entrou. Também fora foi a chapa de Getúlio em nova cruzada rasteira de Capa, aos 26.

O São Bento conseguiu segurar as saídas azurras pelos lados com as entradas de Walterson e Marcelo Cordeiro ao longo da partida. O domínio do Avaí se restringia à posse de bola. Restou os arremates de fora da área. Mesmo quando desviava na marcação Rodrigo Viana defendia. O time pressionou até os acréscimos, mas a bola não entrou. 

FICHA TÉCNICA

AVAÍ
Aranha; Alemão, Betão e Airton; Guga, Judson, Pedro Castro (Luanzinho), Renato (Getúlio) e Capa; Romulo e Rodrigão (Beltrán). Técnico: Geninho.
SÃO BENTO
Rodrigo Viana; Éverton Silva (Doriva), João Paulo, Luizão e Paulinho (Marcelo Cordeiro); Dudu Vieira, Fábio Bahia, Rodolfo (Walterson), Lucas Crispim e Everaldo; Zé Roberto. Técnico: Paulo Roberto Santos. 

GOLS: Alemão, aos 9 do primeiro tempo (A). Zé Roberto, aos 12 do primeiro tempo (S). CARTÕES AMARELOS: Airton e Luanzinho (A). Doriva e Zé Roberto (S). 

ARBITRAGEM: Francisco Carlos do Nascimento, auxiliado por Esdras Mariano de Lima Albuquerque e Rondinelle dos Santos Tavares (trio de AL).
BORDERÔ: 4.029 pessoas, para uma renda de R$ 84.774,00
LOCAL: Ressacada

Veja a tabela da Série B do Brasileiro

 
A Notícia
Busca