Alex Ferguson já consegue sentar e conversar com familiares - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

 

Londres08/05/2018 | 13h46

Alex Ferguson já consegue sentar e conversar com familiares

AFP
AFP

O lendário ex-técnico do Manchester United Alex Ferguson já consegue sentar e conversar com familiares, dois dias depois de uma operação de emergência para tratar uma hemorragia cerebral, informaram nesta terça-feira diversos veículos da imprensa inglesa.

Ferguson, 76 anos, conquistou 38 troféus durante 26 anos como técnico do Manchester United, entre eles 13 Campeonatos Ingleses e duas Ligas dos Campeões.

Segundo o jornal Daily Mail, o escocês saiu do coma em que havia sido induzido pelos serviços médicos da UTI do Royal Salford Hospital e mostra sinais de recuperação.

"A operação correu bem" e a resposta de Ferguson neste início de recuperação "traz otimismo à família, mas com cautela", completou o jornal inglês, afirmando que ainda há "um longo caminho pela frente até seu restabelecimento total".

"O prognóstico é bom e seus amigos, os mais próximos no futebol, estão atentos para qualquer melhora", afirmou por sua vez o The Sun.

No domingo, o United emitiu um comunicado para explicar a situação de Ferguson: "Sir Alex Ferguson foi submetido a uma cirurgia de emergência hoje para uma hemorragia cerebral. O procedimento foi bem realizado, mas ele precisa de um período de cuidado intensivo para otimizar sua recuperação. Sua família pede privacidade em relação a esse assunto".

- Homenagem de Ryan Giggs -

O meia do United Michael Carrick, que jogou sob os comandos de Ferguson, comentou nesta terça-feira as demonstrações de afeto que o ex-técnico vem recebendo: "Mostra o efeito que ele teve em muita gente, em todo o mundo. Ele representa muito para mim e para este clube. Rezamos e pensamos nele, por Cathy (sua esposa) e toda a família. É duro, mas vou ser positivo, acredito que vai sair dessa".

O ex-jogador e atual técnico da seleção de Gales, Ryan Giggs, que jogou toda a carreira no United e conquistou 13 Campeonatos Ingleses sob o comando de Ferguson, também se mostrou positivo com relação à recuperação de seu ex-treinador.

"Sei que a operação teve sucesso, é um lutador e isso me faz pensar que será capaz de se recuperar", disse Giggs à BBC nesta terça-feira. "Ele foi a maior influência da minha carreira, dentro e fora de campo", continuou.

O Manchester United agradeceu as mostras de carinho, entre elas dos técnicos Arsène Wenger (Arsenal), Pep Guardiola (Manchester City) e Jurgen Klopp (Liverpool).

Wenger, que deixará o Arsenal ao fim da temporada após 22 anos no clube e que foi homenageado por Ferguson na semana passada em Old Trafford, lembrou do recente encontro.

"Estive no campo com ele, depois da partida fui vê-lo e ele me disse que estava em plena forma, me disse que estava fazendo muito exercício, parecia muito feliz", revelou o técnico dos Gunners.

* AFP

 
A Notícia
Busca