Emery se prepara para deixar PSG com Tuchel de olho no cargo - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Paris16/04/2018 | 15h52

Emery se prepara para deixar PSG com Tuchel de olho no cargo

AFP
AFP

O PSG conquistou no domingo o Campeonato Francês, que pode ser o último título de Unai Emery como técnico da equipe: o espanhol está em fim de contrato e o alemão Thomas Tuchel parece estar pronto para assumir o cargo ao fim da temporada.

"Temos um técnico hoje, ele tem contrato até o fim da temporada, é Unai Emery": Nasser Al-Khelaifi, dono do PSG, não quis falar sobre a identidade do técnico que assumirá o clube a partir da próxima temporada. "Se tivéssemos alguém, teríamos anunciado", continuou o dirigente à emissora Canal+.

Salvo uma surpresa, o próximo técnico do PSG será o alemão Thomas Tuchel. Emery chegou a se mostrar fatalista no domingo, após a goleada arrasadora sobre o PSG (7-1), que valeu o título francês aos parisienses. "Eu acredito nesse projeto, eu acredito no projeto dessa equipe, com ou sem mim", declarou em coletiva de imprensa.

- "Um grande técnico" -

"Tirando o escudo e os torcedores, todos os outros podem mudar. Todos. Mas é um projeto muito sólido, com o presidente e a ideia de crescimento. E com meu projeto individual. Eu estou muito feliz aqui", continuou Emery, depois da conquista de seu 6º título com o PSG.

No domingo, Emery recebeu o apoio de alguns de seus jogadores, como o do zagueiro e capitão Thiago Silva, apesar da ambiguidade das palavras do brasileiro ao ser questionado sobre a permanência do técnico: "Sim, claro que gostaria que ficasse, eu sou seu capitão, e mesmo se pensasse o contrário, não poderia dizer que ele deveria ir embora".

O italiano Marco Verratti se mostrou mais seguro, afirmando à Canal+ que Emery "é um grande treinador". "Se ele ficar, eu ficaria feliz. Estou triste, porque quando criamos um elo, nos tornamos amigos. Depois, é o futebol", continuou o volante.

Emery, porém, perdeu muito crédito com seu elenco devido a escolhas surpreendentes na montagem da equipe e com os dirigentes do clube por causa da eliminação precoce na Liga dos Campeões. Contratado para ajudar o PSG a subir de patamar a nível continental, o técnico espanhol foi eliminado duas vezes seguidas nas oitavas de final da Champions. Sem Emery, o PSG chegou quatro vezes às quartas de final.

- Recorde a alcançar-

Dependendo dos resultados do PSG nas cinco rodadas que restam na Ligue 1 (Bordeaux, Amiens, Caen, Guingamp e Rennes), Emery ainda pode alcançar alguns recordes antes de se despedir do clube, como o recorde de pontos somados (96 em 2015/16) ou de gols marcados em uma temporada, que pertence ao Racing Club de Paris de 1960 (118, contra 103 do PSG atualmente).

O PSG tem outro troféu a buscar antes do fim da temporada: a Copa da França, na qual disputará as semifinais nesta quarta-feira contra o Caen. A final, em 8 de maio, será contra um time da 3ª divisão, Chambly ou Les Herbiers, que se enfrentam do outro lado da tabela.

"Para analisar a temporada, seria preciso esperar um pouco, ainda temos um título a disputar", observou Emery no domingo. "É o sétimo título (de Ligue 1) do clube, outros clubes têm mais. Monaco, Nantes, Saint-Etienne, Marselha... Mas temos que continuar construindo. Há uma ferramenta sólida para o futuro, para seguir sendo o número 1 na França e virar o número 1 no estrangeiro com paciência e trabalho".

Seu sucessor no cargo, porém, poderá encontrar uma equipe bem diferente ao início da próxima temporada, já que o PSG promete ter uma janela de transferência agitada, com diversos jogadores podendo sair. Mesmo assim, é bom Thomas Tuchel saber o que lhe espera. Título e recordes nacionais não serão suficientes para satisfazer as ambições dos dirigentes.

* AFP

 
A Notícia
Busca