Chapecoense "esquece" vice e projeta boa campanha na Série A do Brasileiro - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

 

Verdão10/04/2018 | 07h13Atualizada em 10/04/2018 | 07h13

Chapecoense "esquece" vice e projeta boa campanha na Série A do Brasileiro

Em 2017, Verdão conquistou vaga na Copa Libertadores após a oitava colocação

Chapecoense "esquece" vice e projeta boa campanha na Série A do Brasileiro Marco Favero/Diário Catarinense
Foto: Marco Favero / Diário Catarinense

A derrota para o Figueirense na final do Catarinense doeu na alma dos chapecoenses, mas nem por isso a Chapecoense vai menos confiante para o Campeonato Brasileiro, que para o time terá início no domingo às 19h, fora de casa, contra o Atlético-PR na Arena da Baixada.

O presidente do clube, Plinio David de Nes Filho, disse que a meta é ficar novamente entre os 10 melhores times da Série A, a exemplo do que ocorreu em 2017, quando a Chape foi oitava colocada, com 54 pontos, e garantiu uma das vagas para a disputa da Copa Libertadores.

– Neste momento temos um plantel qualificado. O trabalho continua. Temos confiança no grupo e estou satisfeito com o trabalho da comissão técnica, do Gilson Kleina. O time é bom, tem qualidade, mas só precisa de mais atenção em alguns aspectos. Sabemos que é preciso melhorar – disse o presidente.

Na avaliação dele, e na de outras pessoas também, o time não teve na final o mesmo ritmo de outras partidas do Catarinense. O mesmo ocorreu nas duas partidas da Libertadores, contra o Nacional-URU - derrotas por 1 a 0. Aliás, a queda por 2 a 0 na final do Estadual e o revés para os uruguaios, foram os únicos tropeços na Arena Condá. Nos outros nove jogos, o time venceu.

De reforços, por enquanto, Maninho, como ele também é chamado, só confirmou dois. Um é o atacante Leandro Pereira, de 26 anos, que estava no Sport e pertence ao Brugge, da Bélgica. O jogador ainda não foi apresentado, mas está treinado desde a semana passada e assistiu ao jogo final na Arena Condá. Ele já atuou na Chapecoense em 2014, quando fez 10 gols na Série A e chamou a atenção do Palmeiras, que o contratou.

Outro reforço é o lateral-direito Marcos Vinícius, de 21 anos, que atou pelo Catarinense com a camisa do Tubarão. Em relação a Canteros e Douglas, que têm seus contratos vencendo em maio, Maninho disse que o zagueiro está praticamente mantido. Por outro lado, em relação ao meia argentino, ainda não foi batido o martelo.

A Chape também teve uma baixa para s primeiras rodadas. O zagueiro paraguaio Nery Bareiro teve uma lesão muscular na coxa direita na véspera da final e deve ficar fora do time de duas a três semanas. Ele se junta a Moisés Ribeiro, que foi afastado até que seja avaliada uma segunda amostra do exame antidoping. A primeira deu positivo.

Veja a tabela completa da Série A do Brasileiro
Leia mais notícias sobre a
Chapecoense no DC

 
A Notícia
Busca