Superfície de borboleta-monarca no México cai 14,7% por furacões - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

México05/03/2018 | 21h31

Superfície de borboleta-monarca no México cai 14,7% por furacões

AFP
AFP

A superfície ocupada pela borboleta-monarca no México, aonde chega do Canadá e Estados Unidos no inverno, diminuiu 14,7% na temporada 2017-2018 por furacões e tempestades, informaram autoridades ambientais mexicanas e o Fundo Mundial para a Natureza (WWF).

A Comissão Nacional de Áreas Protegidas e o WWF apresentaram, nesta segunda-feira, os resultados de estudos que realizam anualmente para avaliar os esforços para restabelecer o habitat da monarca, que passa o inverno em uma zona florestal no limite do central estado do México e de Michoacán (oeste).

No inverno 2017-2018 foram identificadas nove colônias da monarca que ocuparam um total de 2,48 hectares de floresta, o que representa 14,7% menos em relação à temporada anterior, indica um comunicado da Comissão.

"Esta diminuição se explica, em grande medida, pela presença de tempestades tropicais e furacões nas costas do Atlântico em meados de setembro, quando começa a migração", detalhou no comunicado Jorge Rickards, diretor-geral do WWF México.

Além disso, em novembro de 2017 foram registradas as temperaturas mais baixas e as maiores nevadas da América do Norte dos últimos 14 anos, o que afetou também as borboletas.

A borboleta-monarca (Danaus plexippus) percorre até 4.500 km a partir do Canadá e Estados Unidos para estabelecer suas colônias nas florestas temperadas do oeste do México.

A superfície florestal ocupada pelas borboletas é um indicador indireto da quantidade de indivíduos que chegam ao México.

As florestas onde a monarca passa o inverno se viram ameaçadas nos últimos anos pela exploração madeireira ilegal e por fenômenos meteorológicos.

* AFP

 
A Notícia
Busca