Incidente em partida do West Ham provoca fuga de dirigentes - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

 

Londres10/03/2018 | 18h39

Incidente em partida do West Ham provoca fuga de dirigentes

AFP
AFP

Os proprietários do West Ham abandonaram o London Stadium durante a partida deste sábado, terminada com derrota por 3 a 0 para o Burnley, depois de torcedores invadirem o gramado e de incidentes nas tribunas do estadio.

Depois do primeiro gol do Burnley, alguns membros da torcida entraram em campo antes de serem expulsos pelo zagueiro James Collins. Um deles foi agarrado e derrubado pelo capitão dos "Hammers", Mark Noble, furioso ao ver que os seguidores atacavam a própria equipe.

"Sou um torcedor do West Ham, mas se alguém se aproxima de mim eu me protejo", se defendeu Noble. "Acontece isso há duas temporadas, desde que nos mudamos para este estádio. Parece que os torcedores estão cansados", acrescentou.

O segundo gol do adversário provocou novas cenas de caos. Centenas de torcedores partiram para cima dos camarotes, pedinho que os donos do clube fossem embora e acusando-os de terem destruído a equipe.

Os coproprietários David Gold e David Sullivan, cuja decisão de tirar o time de Upton Park e levar os jogos ao antigo estádio olímpico iniciou a discórdia, deixaram o London Stadium temendo por sua segurança. As forças de segurança assumiram a situação e controlaram os torcedores.

- Investigação aberta -

O West Ham está na 16ª colocação da Premier League, a dois pontos do primeiro time que abre a zona da degola.

"Não acho que tenha visto algo parecido em um jogo de futebol", reagiu o treinador do West Ham, David Moyes, pedindo que os torcedores apoiem os jogadores de "outra maneira". "O que peço é que continuemos unidos para tentar a permanência na Premier League", acrescentou o técnico.

Por outro lado, o clube emitiu comunicado em que afirma ter aberto investigação e pedido reunião de urgência com todos as partes. Já a Federação Inglesa (FA) condenou o ocorrido, indicando que espera os relatórios do clube e do árbitro.

"Apesar da investigação oficial ser realizada pela federação, nós nos questionaremos sobre o que aconteceu, sobretudo para evitar que situações similares se reproduzam", disse a Premier League.

"É essencial que toda pessoa que participe ou assista a um jogo da Premier League se sinta segura. Não existe espaço, em nenhum nível, para o que aconteceu no London Stadium", acrescentou a instância.

Os incidentes de sábado encerram semana agitada para o clube, depois de duas manifestações de torcedores serem anuladas. A segunda delas não aconteceu por conta de confusão entre os próprios torcedores.

* AFP

 
A Notícia
Busca