Marrocos quer apoio de países africanos para sediar Copa de 2026 - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

 

Casablanca01/02/2018 | 17h29

Marrocos quer apoio de países africanos para sediar Copa de 2026

AFP
AFP

O Marrocos, candidato a sede da Copa do Mundo de 2026, espera obter o apoio das federações africanas, nesta sexta-feira em Casablanca durante a Assembleia Geral da Confederação Africana de Futebol (CAF), sob o atento olhar da Fifa, que quer coibir as "tentativas de influência".

"A questão (da candidatura marroquina) será debatida quinta e sexta-feira", durante o comitê executivo e da 40ª Assembleia Geral da entidade, confirmou à AFP Junior Binyam, assessor de imprensa da confederação africana. O Marrocos briga pelo direito da sediar a Copa de 2026 com a candidatura conjunto de Estados Unidos, México e Canadá.

O presidente da CAF, Ahmad Ahmad, já pediu às federações africanas "um apoio franco e maciço" a favor de Marrocos, enquanto Gianni Infantino, presidente da Fifa, é esperado em Casablanca nesta sexta.

Um recente comunicado enviado pela Fifa aos 211 representantes das federações que votarão em 13 de junho para eleger o país-sede da Copa do Mundo ameaça complicar o debate. A carta pede aos eleitores para que "não façam declarações escritas ou orais (...) sobre os candidatos" e que não "deem suas impressões pessoais sobre os méritos de um ou de outro".

O comunicado, datado de 26 de janeiro, pede também um processo "ético, transparente, objetivo e imparcial", e incentiva os eleitores a "rejeitar qualquer tentativa de influência" e a "não aceitar presentes", incluindo "apoio sob forma de programas de desenvolvimento". O Marrocos colocou em prática diversos programas de cooperação futebolística com seus vizinhos africanos, em acordo com sua estratégia diplomática de integração na União Africana.

* AFP

A Notícia
Busca