Chape precisar vencer no Uruguai para seguir viva na Libertadores - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

 

Montevidéu06/02/2018 | 12h35

Chape precisar vencer no Uruguai para seguir viva na Libertadores

AFP
AFP

A Chapecoense precisará dar o troco no Nacional, nesta quarta-feira na fase preliminar da Copa Libertadores, se quiser seguir viva na competição, depois do time uruguaio vencer o jogo de ida por 1 a 0 em Chapecó.

A equipe catarinense buscará ganhar por dois gols de diferença para garantir sem sustos a classificação à terceira rodada da fase preliminar, num duelo que será disputado em Montevidéu, com pontapé inicial marcado para 21h45, horário de Brasília.

Ao Nacional, um simples empate lhe valerá a vaga.

1. Julgamento na Conmebol -

As duas equipes aguardam uma decisão da Conmebol, que abriu expediente para investigar o Nacional, após torcedores do clube uruguaio presentes no jogo de ida, na Arená Condá, em Chapecó, terem sido flagrados debochando da tragédia aérea que dizimou o elenco da Chapecoense em 2016.

"A Chape pede a exclusão do Nacional da Libertadores!", manifestou nas redes sociais o clube catarinense, que não aceitou as desculpas apresentadas pelo Nacional.

De fato, a Chapecoense entrou com um pedido na Conmebol pela expulsão do Nacional do torneio continental.

Os dois torcedores, que fazem parte da torcida organizada do Nacional e vestiam camisetas do clube, foram filmados fazendo gestos imitando um avião caindo. Os vídeos viralizaram e a indignação da Chape também.

Ainda se recuperando do acidente aéreo que terminou com saldo de 71 mortos, a equipe brasileira não se deu por satisfeita com o pedido de desculpas do Nacional diante destes "episódios lamentáveis".

As punições para a equipe uruguaia poderiam ir de uma pesada multa -de até 400.000 dólares- à proibição aos torcedores de assistirem aos jogos como visitantes, ou, na pior das hipóteses, ser excluída da atual Copa Libertadores ou de futuras edições do torneio.

2. Nacional joga em casa

O Nacional foi superior e venceu com justiça a partida de ida, um duelo marcado por jogadas ríspidas e em que ambas as equipes terminaram com jogadores expulsos, Alfonso Espino, pelo time uruguaio, e Perotti e Eduardo, pela Chape.

"Começamos bem na Libertadores, começamos bem no Campeonato Uruguaio. Estamos felizes com o rendimento. Nas duas partidas merecíamos ganhar", comemorou o técnico do Nacional, Alexander Medina, que vinha sendo questionado por duas derrotas seguidas diante do arquirrival Peñarol, antes da estreia nas duas competições.

O árbitro da partida será o paraguaio Mario Díaz de Vivar.

O vencedor do confronto jogará uma terceira fase preliminar, última antes da fase de grupos, contra o vencedor do confronto entre o equatoriano Independiente del Valle e do argentino Banfield.

- Prováveis escalações:

Nacional: Esteban Conde - Matías Zunino, Guzmán Corujo, Diego Arismendi, Jorge Fucile - Cristian Oliva, Santiago Romero, Alvaro González, Carlos De Pena - Tabaré Viudez e Sebastián Fernández. T: Alexander Medina.

Chapecoense: Jandrei - Apodi, Fabricio Bruno, Douglas, Bruno Pacheco - Marcio Araújo, Amaral, Lucas Mineiro, Nadson - Guilherme e Wellington Paulista. T: Gilson Kleina.

* AFP

 
A Notícia
Busca