Avaí e Tubarão encerram com empate o Carnaval do Catarinense 2018 - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Tudo igual12/02/2018 | 17h58Atualizada em 12/02/2018 | 17h59

Avaí e Tubarão encerram com empate o Carnaval do Catarinense 2018

Com protagonismo dividido entre os times em cada etapa, placar fecha em 1 a 1

Avaí e Tubarão encerram com empate o Carnaval do Catarinense 2018 Leo Munhoz/Diário Catarinense
Foto: Leo Munhoz / Diário Catarinense
João Lucas Cardoso
João Lucas Cardoso

joao.lucas@somosnsc.com.br

Não houve nota 10 para Avaí e Tubarão, no jogo que fechou a rodada do Campeonato Catarinense 2018 em meio ao Carnaval. O Leão demorou a acertar o passo na Ressacada, a comissão do frente do Peixe foi bem apenas no começo da partida desta segunda-feira. Nada mais justo que o 1 a 1 para fechar o enredo do encontro dos times que dividiram a evolução em cada tempo.

A igualdade fez o Avaí perder uma posição na classificação, agora em quarto. O Tubarão segue na zona de rebaixamento. Os dois times voltam a jogar na quinta-feira, às 20h30min, para fechar a oitava rodada. O Avaí vai a Brusque enfrentar a equipe da casa e o Peixe recebe o Inter de Lages no Domingos Gonzales.

Evidentemente que os times passaram os últimos dias em treinamento e concentração, mas no começo da partida parecia que estiveram na folia. Atletas desligados, passes errados e bola que escapava do domínio. O Tubarão sentia a falta de entrosamento com as mudanças de jogadores do sistema defensivo. O jogo, enfim, andou passados 12 minutos, com a tentativa frustrada de Martinuccio pelo lado direito. Fez boa jogada, mas tocou para ninguém. Então o Peixe deu a resposta e não parou até chegar ao fundo do barbante. Matheus Barbosa tirou tinta da trave com uma cabeçada, Rodrigo Alves obrigou Kozlinski a fazer grande defesa e, enfim, a redonda se aninhou na rede, aos 20. 

O Tubarão tocou bola na intermediária, envolveu o miolo azurra até Nikolas Farias colocar para Batista – centímetros na frente da linha defensiva - cutucar na saída do goleiro antes de comemorar o gol. Passados cinco minutos desde o zero cair do placar, o Peixe continuou em cima. O toque de bola do time de branco irritou a torcida da casa, que gritava para acordar a equipe dentro de campo. Só assim o Avaí conseguiu resfriar o conjunto tubaronense. Os apupos das arquibancadas prosseguiram porque o Leão não conseguia mais que rodar a bola na intermediária. E o Peixe ainda teve chance de ampliar. Aos 42, em contragolpe, Daniel Costa esticou para Batista na área. O chute foi abafado por Kozlinski, nome azurra do primeiro tempo por minimizar o dano do primeiro tempo.

– Os caras atropelaram. Um a zero é pouco – resumiu o meia Marquinhos.

O Leão voltou do intervalo sem a então novidade Lucas de Sá e o próprio Marquinhos, que cederam espaço aos garotos Lourenço e Luanzinho. A equipe melhorou e aos cinco não empatou porque Belliato defendeu o tiro cruzado de João Paulo e depois Martinuccio se jogou no caminho do tijolo mandado por Lourenço. Aos 12, o Leão tentou de falta. O mesmo João Paulo bateu falta frontal que Belliato voou no lado direito para espalmar. Só dava Avaí, enquanto o Tubarão se segurava e tentava encaixar um contra-ataque.

A vantagem fez o Peixe abdicar de um homem de frente para reforçar a marcação com o volante Everton Dias. Então Claudinei Oliveira deu a última e arriscada cartada. Colocou Bryan Urueña, desde julho do ano passado, para fazer a estreia. Deu certo. Aos 19, Luanzinho arrancou pelo lado esquerdo e centrou. Encontrou o colombiano para desviar. A redonda ainda tocou na trave, no zagueiro Petterson e entrou: 1 a 1. O Tubarão tentou voltar à frente no marcador em chute de Alex Nemetz de fora que Kozlinski espalmou para fora. Com os times em igualdade no placar e no desempenho, o Carnaval do Catarinense 2018 foi encerrado no empate. 

 AVAÍ - 1
Kozlinski, Cametá, Betão, Alemão e João Paulo; Judson, Lucas de Sá (Luanzinho) e Marquinhos (Lourenço); Maurinho, Romulo e Martinuccio (Bryan Urueña). Técnico: Claudinei Oliveira. 

TUBARÃO - 1 
Belliato; Oliveira (Marcos Vinícius), William Mineiro, Petterson e Canavesio; Matheus Barbosa, Nikolas Farias, Alex Nemetz e Daniel Costa; Rodrigo Alves (Everton Dias) e Batista. Técnico: Waguinhos Dias.

GOLS: Petterson (contra), aos 19 do segundo tempo (A). Batista, aos 20 do primeiro tempo (T). 
CARTÕES AMARELOS: João Paulo (A). Belliato, Danielo Costa, Oliveira e Petterson (T). 
BORDERÔ: 3.362 torcedores, para uma renda de R$ 60.010,00.
ARBITRAGEM: Leandro Messina Perrone, auxiliado por Carlos Berkenbrock e Gianlucca Perrone.
LOCAL: Ressacada, em Florianópolis. 

Leia mais sobre o Avaí
Veja a tabela completa do
Estadual
Leia mais notícias sobre o
Catarinense 2018

 
A Notícia
Busca