Guilherme "quer jogar" após empréstimo do Grêmio à Chapecoense - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Muita vontade12/01/2018 | 20h30Atualizada em 12/01/2018 | 20h30

Guilherme "quer jogar" após empréstimo do Grêmio à Chapecoense

Atacante veste a camisa do Verdão em busca de espaço no cenário nacional

Guilherme "quer jogar" após empréstimo do Grêmio à Chapecoense Sirli Freitas/Chapecoense
Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

Com 64 jogos e sete gols marcados, o atacante Guilherme, 22, foi destaque do Botafogo no Campeonato Brasileiro do ano passado. Emprestado pelo Grêmio para ganhar experiência, o jovem surpreendeu e recebeu o rótulo de 12º jogador no time carioca. Feliz com a campanha, ele contava como certo o seu retorno ao tricolor gaúcho, porém não foi o que aconteceu. A diretoria do Grêmio avaliou que o jogador não seria aproveitado dentro do esquema montado pelo técnico Renato Gaúcho e cedeu o jogador para a Chapecoense por um ano.

Durante sua apresentação nesta sexta-feira, o novo camisa 7 da Chape disse que quer jogar e que foi escolha sua vestir a camisa alviverde.

— Foi surpresa pra mim também não jogar lá (Grêmio), dava como certa a minha volta. Não sei se seria feliz ou não lá, mas eu gosto de desafio. Eu decidi vir. Partiu de mim, a escolha foi minha quando surgiu a oportunidade de jogar na Chapecoense – disse Guilherme ao destacar a boa fase.

- Tive um grande ano no Botafogo. Esse rótulo de 12º jogador não é ruim, mas a gente quer jogar. Eu quero mais e não vou deixar escapar a oportunidade. Vou dar o meu máximo. Confio no meu potencial e quero fazer um grande não aqui.

Na Chape, o atacante vai disputar seu terceiro Campeonato Brasileiro e sua segunda Libertadores.

Amaral renova por um ano

Também nesta sexta, o Verdão também oficializou a renovação por mais um ano com o volante Amaral. O jogador, emprestado pelo Palmeiras, atuou no final da temporada de 2017, após lesão no joelho que o deixou fora do gramado por seis meses. Ao vestir a camisa 55, Amaral demonstrou gratidão à Chape.

— Eu estava sem jogar, com lesão grave e em final de contrato. Mesmo assim, o clube apostou em mim. Levo isso no coração. Gratidão eterna.

Recuperado e de volta ao time, Amaral disse que o jogo deste sábado, amistoso contra o Tubarão, às 19h, na Arena Condá, é importante para o time começar bem o ano, pegar a confiança e se preparar para a Libertadores. A estreia no torneio continental está marcada para 31 de dezembro contra o Nacional, do Uruguai.

Confira mais notícias do esporte catarinense

 
A Notícia
Busca