A 12 dias da estreia, Chapecoense foca no clássico regional - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Sem tempo a perder05/01/2018 | 15h36Atualizada em 05/01/2018 | 15h36

A 12 dias da estreia, Chapecoense foca no clássico regional

Verdão do Oeste encara o Concórdia logo na primeira rodada do Catarinense

A 12 dias da estreia, Chapecoense foca no clássico regional Sirli Freitas/Chapecoense
Elenco da Chape começa a preparação de olho na temporada 2018 Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

Depois da reapresentação e à espera dos últimos reforços do ano, a Chapecoense já mira o clássico regional contra o Concórdia, no próximo dia 17, às 20h30min, no estádio Domingos Machado de Lima, na abertura da temporada pelo Campeonato Catarinense.

O presidente Plínio de Nês Filho, o Maninho, não quis citar o tricampeonato como meta do ano, mas deixa clara a pretensão do time em disputar a final da competição. A cautela é justificada pelo maior objetivo do clube no ano: ficar entre os dez primeiros no Brasileirão, repetindo a campanha de 2017.

– O foco maior é continuar entre os dez melhores no Brasileiro e, também, conquistar uma classificação honrosa na Copa do Brasil. No Catarinense, queremos estar na final – diz Maninho.

Além do Estadual, Brasileirão e Copa do Brasil, a Chape tem ainda pela frente a pré-Libertadores. Para a competição internacional, a meta é passar de fase.

O elenco, sob o comando de Gilson Kleina, iniciou nesta sexta-feira a preparação, com exames e testes físicos. No sábado, o time começa os treinos no CT Água Amarela. São 12 dias de treinos antes da estreia no ano. Para os jogadores, período curto para conciliar trabalho tático e físico.

– Não tem muito o que fazer. É igual ao ano passado. Temos alguns dias para nos prepararmos tática e fisicamente. Esperamos um ano melhor, menos desgastante e psicologicamente pesado como foi ano passado na reconstrução – projeta o atacante Wellington Paulista, um dos nove titulares da última temporada mantidos na Chape.

O zagueiro Douglas tem a mesma expectativa do atacante. Ele, aliás, aponta que a Chapecoense surge como alvo na mira dos concorrentes por conta do trabalho que tem feito nos últimos anos.

– Estamos confiantes para uma grande temporada. Todo mundo quer bater a Chape, mas estamos focados em fazer um bom trabalho e conquistar um ano melhor – fala o zagueiro.

O goleiro Jandrei, que terminou 2017 como titular, projeta um ano mais difícil, mas vai além da fala do presidente e afirma que o time quer o tricampeonato Catarinense. Neste ano, ele vai disputar a titularidade com os outros dois atletas: Ivan, ex-Joinville, e Elias, que renovou com o clube.

– Nós surpreendemos no ano passado, mas não foi por acaso. Foi um ano de muito trabalho e, em 2018, queremos chegar o mais alto possível – diz Jandrei.

Na lista de novos reforços, a Chape aguarda a chegada do zagueiro Rafel Thyere, emprestado pelo Grêmio, e negocia com o volante Márcio Araújo, que pertence ao Flamengo. Apodi e Fabrício Bruno devem se apresentar nos próximos dias. O elenco do Verdão do Oeste terá 35 jogadores.

Confira outras notícias sobre esportes 

A Notícia
Busca