Mundo do futebol comenta sorteio de grupos da Copa da Rússia-2018 - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Moscou01/12/2017 | 15h32

Mundo do futebol comenta sorteio de grupos da Copa da Rússia-2018

AFP
AFP

Depois da definição dos grupos da Copa do Mundo da Rússia-2018, com sorteio realizado nesta sexta-feira, em Moscou, celebridades do mundo do futebol comentaram as chaves e os adversários na maior competição esportiva do planeta.

- Ronaldo (Brasil)

Campeão mundial com o Brasil, em 1994 e 2002, Ronaldo disse que o sorteio foi equilibrado.

"Todos os grupos são bem equilibrados. Nós temos totais condições de terminar em primeiro. Existem outros grupos mais complicados, como Espanha e Portugal. Nosso grupo é acessível e Tite já está planejando seu plano".

- Gelson Fernandes (Suíça)

"Jogara primeira partida contra o Brasil é um sonho de infância. Mas, de maneira objetiva, vai ser um grupo muito, muito complicado. A Costa Rica foi às quartas há quatro anos e a Sérvia tem muita qualidade e ótimas individualidades. O desafio é grande, mas ao mesmo tempo não temos nada a perder".

- Denis Zakaria (Suíça)

"O Brasil é claramente favorito, mas atrás está aberto. A Suíça tem boas chances, com certeza. Há anos que trabalhamos bem juntos. Jogar a Copa do Mundo é o objetivo de todo jogador de futebol e fico feliz de estar lá. Poder descobrir essa competição e a Rússia, que é um país que não conheço, é muito motivante. O grupo é difícil, sim, mas isso é bom".

- Diego Maradona (Argentina)

"O grupo D é bastante acessível, mas a Argentina precisa melhorar. Não pode jogar tão mal", disse Maradona depois de ajudar o sorteio do Mundial da Rússia.

- Joachim Low (Alemanha)

"Esportivamente, são adversários muito interessantes. Queremos colocar neste grupo as bases da nossa defesa pelo título. Esse é nosso objetivo".

- Julen Lopetegui (Espanha)

"Não podia ser de outra maneira, é um grupo complicado. É um Mundial. Portugal é campeão da Europa, um grande time. Marrocos deixou a Costa do Marfim fora e não perdeu na eliminatória. Irã é o único time que não sofreu gol nas eliminatórias. São bons times, com bons jogadores e um grupo complicado que vai nos exigir ao máximo".

- Jorge Sampaoli (Argentina)

"Mais do que tudo, o grupo precisa ter uma ideia. Além de ter o melhor do mundo (Lionel Messi), temos que ter um bom funcionamento do time. Croácia tem um meio de campo excelente, um time muito forte. A Nigéria é um time imprevisível com jogadores muito rápidos".

Respondendo à provocação de Maradona, Sampaoli disse que "tomara que tenhamos a chance de aproveitar esse tempo e jogar melhor".

- Carles Puyol (Espanha)

"É um bom grupo para a Espanha. A primeira partida contra Portugal vai ser muito importante. Vai ser um jogo chave para o grupo"

- Hervé Renard (Marrocos)

"Todo mundo queria evitar a Espanha e nós pegamos. Muito obrigado. Sendo assim, precisamos encarar estes dois monstros e fazer tudo o possível para classificar para as oitavas de final, apesar de ser difícil. No Marrocos, o campeonato espanhol é muito importante. É uma grande honra enfrentar essa seleção espanhola que é muito forte e Portugal, atual campeão europeu".

- Didier Deschamps (França)

"Eu vou te dar uma resposta clássica: poderia ser pior, com certeza. Recebemos respostas e vamos passar muito tempo planejando nossa preparação para esta Copa do Mundo. O ponto em comum entre essas três seleções (Peru, Dinamarca, Austrália) é que passaram pelas repescagens para conseguir a classificação para a Copa, como fizemos em 2014. Pouco importa o grupo, a equipe francesa precisa se classificar às oitavas e em primeiro do grupo, esse é o objetivo. Vamos para a Copa com muita ambição, mas com humildade. O primeiro objetivo é básico, mas é de terminar em primeiro do grupo".

- Vahid Halilhodzic (Japão)

"É um grupo difícil, é preciso ser realista. Precisamos nos preparar para fazer uma façanha. Senegal é um time difícil, Colômbia é um time muito equilibrado. Polônia, com Lewandowski, tem um dos melhores atacantes do mundo".

- Oscar Ramírez (Costa Rica)

"Se dissermos que o Brasil é o favorito, o jogo inicial contra Sérvia é importante vencer. Com um bom fechamento contra a Suíça podemos nos classificar".

- Robert Lewandowski (Polônia)

"Não é um grupo fácil e não acho que somos favoritos. É bom ter adversários interessantes de todos os continentes. Vai ser legal o duelo contra meu colega de Bayern de Munique, James Rodríguez, contra a Colômbia".

* AFP

A Notícia
Busca