Para Khedira e Wagner, assistente de vídeo é "uma catástrofe" - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Berlim09/11/2017 | 14h30

Para Khedira e Wagner, assistente de vídeo é "uma catástrofe"

AFP
AFP

Os jogadores da seleção alemã Sami Khedira e Sandro Wagner criticaram nesta quinta-feira o assistente de vídeo no futebol (VAR), em testes nesta temporada na Itália e na Alemanha, afirmando que o uso da tecnologia "é uma coisa boa", mas seu atual uso é "uma catástrofe".

"Em si, é uma boa coisa, ajuda a evitar erros, eu sou a favor. Mas sua aplicação não é boa, é uma catástrofe", declarou Wagner, jogador do Hoffenheim, questionado sobre o assunto durante coletiva de imprensa na véspera do amistoso contra a Inglaterra, em Wembley.

Khedira, que joga na Juventus, concordou: "Eu concordo com o que disse Sandro. Da maneira como é usado atualmente, não é bom, seria bom se fosse melhor regulado. Mas, no momento, é uma catástrofe".

"É difícil avaliar após só alguns meses", reconheceu Wagner. "É preciso dar mais tempo aos árbitros e no fim da temporada faremos uma avaliação, mas se continuar assim, será precisa abandonar a ideia. Apesar do vídeo, ainda temos muitas decisões equivocadas".

Khedira criticou o tempo de reação dos árbitros: "O futebol é emoção, o erro faz parte do jogo. Se pudermos evitar os erros, ok, mas agora parece que os árbitros não sabem o que fazer: 'Eu apito, eu não apito?', 'Eu espero o vídeo, eu não espero?'".

"Os jogadores não sabem se devem comemorar os gols ou não. Perdemos muita paixão e emoção, que são as bases do futebol", completou.

"Se (o VAR) for regulado de maneira clara, então sim", completou Khedira. "Mas agora, com paradas de três minutos para decidir, nós mesmos, os jogadores, nos perguntamos internamente como lidar com essas situações. Ficamos lá, sem fazer nada, isso mata o jogo".

* AFP

A Notícia
Busca