Formato do Campeonato Catarinense de 2018 é aprovado com indefinição sobre final - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Estadual06/11/2017 | 18h51Atualizada em 06/11/2017 | 18h51

Formato do Campeonato Catarinense de 2018 é aprovado com indefinição sobre final

Federação precisará negociar com a CBF mais datas para a realização da fase final da competição

Formato do Campeonato Catarinense de 2018 é aprovado com indefinição sobre final FCF/Divulgação
Foto: FCF / Divulgação

A vontade dos clubes pesou para a definição da fórmula de disputa do Campeonato Catarinense de 2018. Preocupados com a perda de arrecadação em razão da menor quantidade de jogos, as equipes preferiram formatar a disputa em turno e returno, a exemplo do que tem acontecido nas duas últimas temporadas. Desta forma, as 18 datas destinadas ao Estadual serão preenchidas pelas nove rodadas do turno e pelas nove do returno. 

O impasse que ainda permanece é a possibilidade de semifinais e final. A Federação Catarinense de Futebol (FCF) tentará junto à CBF mais duas datas para a realização destes jogos. Se conseguir, ocorrerão em formato único (sem partida da volta). Neste caso, os quatro melhores avançariam às semifinais com vantagem da realização de jogo único na casa da equipe com maior pontuação. Caso consiga apenas mais uma data, ela será destinada para a decisão em jogo único.

Sem as duas datas a mais, o campeão será definido pelo número de pontos, o formato de pontos corridos. Quem somar mais ao longo das 18 rodadas, leva a taça exatamente como acontece nos campeonatos brasileiros das séries A e B. De acordo com o calendário da temporada de 2018 divulgado pela CBF, os estaduais começam em 17 de janeiro e terminam em 8 de abril.

Proposta da federação é rejeitada

A proposta da FCF, reprovada pelos participantes, dividia os clubes em duas chaves de cinco. Os times jogariam sempre contra as equipes do grupo oposto, totalizando cinco datas na primeira etapa. Os dois melhores de cada chave avançariam às semifinais (em jogo único) e os vencedores disputariam o título do turno (em jogo único). 

A mesma fórmula se repetiria no returno, totalizando 14 datas. Os campeões de turno e returno, mais os dois melhores pelo índice técnico jogariam as semifinais e finais – com duelos de ida e volta. Neste formato, a FCF preencheria as 18 datas estabelecidas pela CBF. 

No entanto, nesta proposta, havia a preocupação de alguns clubes realizarem apenas dez jogos – se um deles não avançasse às semifinais do turno e do returno, teria apenas este calendário, com cinco partidas em casa. 

Nove presidentes de clubes estiveram na reunião, que aconteceu na sede da FCF, em Balneário Camboriú. A exceção foi o Figueirense, que esteve representado pelo coordenador de futebol Rafael Machado.

A Notícia
Busca