Festa sueca: entre o milagre em Milão e o boato de Zlatan - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Estocolmo14/11/2017 | 16h07

Festa sueca: entre o milagre em Milão e o boato de Zlatan

AFP
AFP

"Somos 'Zuecia'", comemorou Ibrahimovic utilizando um "Z" de Zlatan ao lado de foto com a seleção da Suécia: a mensagem de Ibra, com grande repercussão nas redes sociais, abriu especulações sobre o eventual retorno do craque à seleção, em país que explodiu de alegria com a classificação para a Copa do Mundo 2018.

Ibrahimovic se aposentou da seleção da Suécia em 2016. Mas agora que a equipe carimbou o passaporte para o Mundial da Rússia, o atacante do Manchester United, que se recupera de lesão, poderia voltar ao grupo?

A presença do atacante de 36 anos nas arquibancadas do San Siro alimentou as especulações.

"Se a decisão fosse minha, eu levaria" confessou o representante do jogador, Mino Raiola, ao jornal Expressen. No entanto, o técnico Jan Andersson não parece ter a mesma opinião.

"Temos um time que teve muito sucesso durante a fase de classificação. Melhor falarmos dos jogadores que conseguiram isso, por favor", declarou o comandante em coletiva de imprensa após o jogo.

O trabalho técnico é aprovado com unanimidade, mais ainda por seu caráter modesto e pausado, virtudes valorizada no país nórdico. O técnico foi fotografado limpando o vestiário após a classificação.

"Quando Jan Andersson assumiu a seleção, não tínhamos nada", escreveu o jornal Aftonbladet. "Por arte de magia, os jogadores se elevaram antes de se ajoelharem com as mãos para os céus, como em uma oração", acrescentou.

- Em lágrimas -

O país, que tem aproximadamente 10 milhões de habitantes, vive desde segunda-feira em estado de alegria incondicional. Até o Primeiro Ministro Stefan Lofven mostrou sua alegria no Facebook: "Sim!! A Suécia vai à Copa do Mundo 2018 depois de dois jogos muito sólidos contra a Itália. Estávamos pressionados mas conseguimos. Parabéns para a seleção!".

Os suecos se impuseram à pressão do San Siro, surpreendendo a todo mundo do futebol e até eles mesmos.

"Nunca vivi algo assim. Estou em lágrimas", confessou o goleiro Robin Olsen. O zagueiro Andreas Granqvist, por outro lado, raspou a cabeça para pagar uma aposta.

"A Suécia se classificou para a Copa do Mundo e é uma loucura tão grande que volto a repetir: a Suécia se classificou para o Mundial", diz a crônica do Aftonbladet. "É incrível, surreal e desconcertante", avalia o jornal Dagens Nyheter.

Suécia é o primeiro time europeu a conquistar a vaga para o torneio, depois de ter cruzado com três finalistas da Copa durante a eliminatória: Holanda e Itália ficaram para trás, enquanto a França conquistou uma vaga direta no grupo dos suecos.

"Um sucesso histórico, único na Europa", parabeniza a rádio pública SR.

Na Rússia, a Suécia vai disputar o 12º Mundial de sua história, voltando ao torneio depois de duas edições fora. Já sem pressão, o país quer repetir a terceira colocação de 1994 ou chegar à decisão, quando sediaram o torneio. Na ocasião, campeonato não contou com a Itália.

* AFP

A Notícia
Busca