"Era importante voltar a Paris", diz Mbappé em apresentação do PSG - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Paris06/09/2017 | 11h48Atualizada em 06/09/2017 | 19h12

"Era importante voltar a Paris", diz Mbappé em apresentação do PSG

AFP
AFP

"Era importante para mim voltar a Paris", indicou Kylian Mbappé nesta quarta-feira, durante apresentação ao novo clube Paris Saint-Germain, time da capital francesa onde nasceu e cresceu.

"Eu tinha a perspectiva de continuar no Monaco no final da temporada passada. Tinha dado prioridade para ficar no Monaco, mas aconteceram coisas que me fizeram mudar de opinião", indicou o jovem prodígio de 18 anos, que cresceu em Bondy, na região metropolitana da cidade luz.

"Sei que muita gente se pergunta porque (saí do Monaco). É compreensível. Agora é o momento de falar unicamente do PSG. Não foi uma quebra com os dirigentes do Monaco. Tenho muito respeito pelo vice-presidente Vadim (Vasilyev). Mas existem coisas que já contarei, vocês vão saber em breve", acrescentou.

Mbappé agradeceu com humor "os advogador que quebraram a cabeça nos últimos tempos por uma boa causa", fazendo referência à manobra econômica montada para que ele pudesse vestir a camisa do PSG.

O jovem, emprestado pelo Monaco ao PSG por uma temporada, tem opção de compra avaliada em 180 milhões de euros, tornando-se o jogador francês mais caro da história. Apenas Neymar, que deixou o Barcelona rumo ao PSG por 222 milhões, o supera.

Na sexta-feira, a Uefa abriu uma investigação formal ao PSG para avaliar o possível descumprimento do fair-play financeiro após as gigantes negociações que provocaram terremoto no mundo do futebol.

- 'Muito que provar' -

Vestido de terno e sentado ao lado do presidente Nasser Al-Khelaifi, Mbappé insistiu que a ambição do novo clube foi uma das razões que o levaram a optar pela mudança.

"É um dos melhores clubes do mundo, muito ambicioso, e que quer se transformar no melhor, colocando os ingredientes para realizar o projeto o quanto antes. Isso era importante para mim", comentou o jovem.

Mbappé também avaliou a transferência do ponto de vista pessoal: "era importante não sair da França, depois de apenas seis meses em alto nível, e voltar para a cidade em que nasci e cresci".

Os jornalistas também perguntaram sobre seu novo status no PSG, onde formaria um trio de luxo ao lado de Neymar e o uruguaio Edinson Cavani.

"Meu educadores e minha família me prepararam para o que pudesse acontecer. Estou diante de vocês e por enquanto estou bem, mas chegarão momentos difíceis", falou o atacante francês, que marcou o primeiro gol com a seleção na partida contra a Holanda.

"É preciso ser humilde e começar aprendendo. Aqui existem jogadores que ganharam quase tudo. Vai ser uma experiência enriquecedora e tenho muito que aprender e provar", concluiu.

* AFP

A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros