Desvio massivo de ingressos para jogo entre Colômbia e Paraguai - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Bogota12/09/2017 | 14h03

Desvio massivo de ingressos para jogo entre Colômbia e Paraguai

AFP
AFP

O órgão de controle de serviços denunciou o desvio massivo de ingressos para jogos da Colômbia nas eliminatórias, nesta terça-feira, e ordenou regularizar a venda de entradas para o jogo decisivo contra o Paraguai, dia 5 de outubro.

"Durante os oito jogos das eliminatórias em Barraquilla, houve o desvio de ingressos para serem revendidos", contou o superintendente da Indústria e Comércio, Pablo Felipe Robledo.

Para o jogo classificatório entre Colômbia e Brasil, dia 5 de setembro, foram registradas revendas de ingressos com preços que chegaram aos quatro milhões de pesos, mais de 1.300 dólares.

"Tudo indicava que isso ia acontecer para o jogo entre Colômbia e Paraguai", acrescentou o funcionário, enfatizando que "o negócio deve ser vender os ingressos para espetáculos públicos e não revendê-los".

Robledo antecipou que vai revelar a rede por trás do tráfico ilegal de ingressos nos próximos dias.

Por enquanto, a Superintendência da Industria e Comércio ordenou regulamentar a venda para a partida do dia 5 de outubro, último compromisso da seleção colombiana em casa. A equipe do técnico José Pekerman pode assegurar a vaga para a Copa do Mundo 2018 neste jogo.

A federação vai disponibilizar pelo menos 30.173 entradas para a venda ao público em geral, através de um site. Nenhum comprador poderá adquirir mais de quatro ingressos.

O estádio Metropolitano de Barranquilla tem capacidade para 45.538 torcedores. A Colômbia está na terceira colocação das eliminatórias, com 26 pontos, e precisa de mais três para garantir a vaga no Mundial da Rússia. Depois do jogo com o Paraguai, Falcao, James e companhia visitam o Peru.

* AFP

A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros