CBF adia instalação do árbitro de vídeo e fará treinamentos com juízes e assistentes - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Mudança de planos22/09/2017 | 18h11Atualizada em 22/09/2017 | 18h11

CBF adia instalação do árbitro de vídeo e fará treinamentos com juízes e assistentes

Entidade volta atrás na decisão e Campeonato Brasileiro da Série A segue sem auxílio de vídeo em lances polêmicos

CBF adia instalação do árbitro de vídeo e fará treinamentos com juízes e assistentes Fernando Torres/CBF,Divulgação
Foto: Fernando Torres / CBF,Divulgação
DC Esportes
DC Esportes

Depois de anunciar a utilização do árbitro de vídeo a partir da rodada deste final de semana do Campeonato Brasileiro da Série A, a CBF voltou atrás na decisão. A entidade informou que primeiro vai reunir 64 árbitros e assistentes para avaliações, treinamentos teóricos e práticos. O intensivo inicia na segunda-feira. 

No início da semana, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nota informando o utilização do árbitro de vídeo. A determinação teria partido do presidente da entidade, Marco Polo Del Nero, depois de reclamações quanto aos erros de arbitragem. O ápice de protestos foi no domingo passado. O Corinthians venceu o Vasco por 1 a 0 com gol irregular do atacante Jô, que usou o braço para empurrar a bola para as redes. 

Segundo reportagem do globoesporte.com, juízes e assistentes passarão por melhor adaptação e treinamentos em Águas de Lindóia (SP). Não há uma previsão de quando árbitros e assistentes terão o auxílio de vídeos em lances polêmicos.

Com árbitro de vídeo, Avaí poderia ter dois pontos mais e Chape ido mais longe na Copa do Brasil



A Notícia
Busca