Atlético de Madrid para em Alisson pela Liga dos Campeões - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Futebol internacional12/09/2017 | 18h41Atualizada em 12/09/2017 | 18h51

Atlético de Madrid para em Alisson pela Liga dos Campeões

Equipes ficaram no 1 a 1 pelo Grupo C

Atlético de Madrid para em Alisson pela Liga dos Campeões Filippo Monteforte/AFP
Foto: Filippo Monteforte / AFP
AFP
AFP

Nesta terça-feira (12), pelo Grupo C da Liga dos Campeões, o Atlético de Madrid ficou no 0 a 0 com a Roma, salva pelo goleiro Alisson. Mesmo jogando na capital italiana, os espanhóis dominaram os italianos e tiveram inúmeras chances de marcar, mas pecaram pela falta de pontaria e esbarraram na grande atuação do goleiro da seleção brasileira, que salvou os romanos.

Alisson mostrou todo seu repertório ao defender chute à queima roupa de Lucas Vietto aos 11 minutos do segundo tempo, após grande passe de Saúl Ñíguez, e voou para defender chute no ângulo de Ángel Correia, aos 19.

Leia mais:
PSG estreia na Liga dos Campeões com goleada de 5 a 0 sobre o Celtic
Com show de Messi, Barcelona goleia Juventus na estreia da Liga dos Campeões
Esposa de Rooney pode terminar o casamento após prisão do jogador

Goleiro bom também precisa de sorte e, no último lance do jogo, Alisson pegou forte chute de Correia e, em seguida, uma cabeçada de Saúl, que ainda foi parar na trave.

Enquanto isso, em Stamford Bridge, o Chelsea assumia a liderança do que promete ser um disputado Grupo C da Champions, aproveitando a fragilidade do adversário mais fraco da chave para golear.

O Chelsea fez valer sua superioridade técnica logo de início, abrindo o placar com Pedro, aos cinco minutos de jogo. O espanhol aproveitou ótimo passe do brasileiro Willian para balançar as redes com um toque de primeira.

O segundo inglês foi o mais bonito da noite e teve com destaque o lateral italiano Davide Zappacosta, contratado recentemente junto ao Torino, da Itália.

Aos 30 minutos, Zappacosta recebeu do goleiro Courtois em sua própria área e disparou ao ataque, deixando dois adversários para trás antes de enganar o goleiro adversário com um chute que mais parecia um cruzamento e que acabou entrando no ângulo.

Na volta do vestiário, o Chelsea manteve o ritmo e marcou o terceiro gol, aos 10 minutos, com o espanhol César Azpilicueta, de cabeça, aproveitando cruzamento do compatriota Cesc Fábregas.

Com a vitória praticamente garantida, o técnico Antonio Conte resolveu colocar em campo o belga Hazard, que volta de lesão, para ganhar ritmo de jogo.

A mudança não afetou o nível dos Blues, que encontraram mais três gols, assinados por Tiemou Bakayoko e Michy Batshuayi, duas vezes, todos em erros de saída de bola da zaga do Qarabag que os jogadores do Chelsea não desperdiçaram.

Com este resultado, o Chelsea aparece na liderança isolada do Grupo C com três pontos, dois a mais que Atlético de Madrid e Roma.

Na próxima rodada, em 27 de setembro, os Blues terão vida bem mais difícil, já que vistam o Atlético em Madri, enquanto a Roma terá obrigação de vencer o fraco Qarabag em Baku se não quiser ficar para trás na chave.

*AFP

A Notícia
Busca