Luka Modric depõe após acusação de falso testemunho em caso de corrupção - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Zagreb05/07/2017 | 11h24

Luka Modric depõe após acusação de falso testemunho em caso de corrupção

AFP
AFP

O meia do Real Madrid Luka Modric, investigado por falso testemunho para uma investigação de corrupção no futebol croata, depôs nesta quarta-feira aos juízes encarregados do caso.

"Venho apresentar minha defesa e dizer a verdade, como sempre fiz até agora", declarou o meia croata durante o depoimento, segundo a agência Hina.

"Tenho a consciência tranquila", completou Modric, 31 anos, que em 13 de junho depôs em Osijek, na Croácia, durante o processo aberto contra Zdravko Mamic, de 57 anos, ex-presidente do Dínamo de Zagreb e suspeito de diversos casos de corrupção.

"Estou convencido de não ter cometido qualquer delito", repetiu em seu testemunho desta quarta, também realizado em Osijek.

Ao tribunal de Osijek, Luka Modric afirmou ter assinado, em 2004, um documento com Mamic em que abria mão de metade do valor das transferência que recebesse.

Contudo, em 2015, Modric declarou aos investigadores que este adendo havia sido firmado quando já era atleta do Tottenham.

Estas incoerências podem ser interpretadas como "delito penal por falso testemunho", segundo a promotoria do tribunal de Osijek, que não se pronunciou sobre uma possível pena ao jogador.

Modric deixou o Dínamo para jogar no Tottenham em 2008 e, em seguida, se transferiu para o Real Madrid em 2012.

De acordo com a imprensa croata, Modric afirmou ter transferido à família Mamic cerca de 7 milhões de euros dos 9 milhões que recebeu pelas transferências.

Zdravko Mamic é um personagem temido e odiado na Croácia. Muitos torcedores o acusam de usar a Federação do país, cujo presidente, o ex-atacante do Real Madrid Davor Suker, seria apenas um fantoche.

* AFP

 
 
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros