Grêmio vence o Flamengo na Ilha do Urubu e reassume o segundo lugar do Brasileirão - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Série A13/07/2017 | 21h23Atualizada em 13/07/2017 | 22h33

Grêmio vence o Flamengo na Ilha do Urubu e reassume o segundo lugar do Brasileirão

Vitória por 1 a 0 tira a invencibilidade dos cariocas na nova casa

Grêmio vence o Flamengo na Ilha do Urubu e reassume o segundo lugar do Brasileirão Jorge Rodrigues/Eleven/Lancepress
Foto: Jorge Rodrigues / Eleven/Lancepress
Luís Henrique Benfica
Luís Henrique Benfica

luis.benfica@zerohora.com.br

Ainda é longa a distância do líder Corinthians. O Grêmio, contudo, manteve o Brasileirão aceso ao bater o Flamengo por 1 a 0, na noite desta quinta, no Rio, com mais um gol de Luan. Com o resultado, retomou a vice-liderança do campeonato e interrompeu a já incômoda série de três derrotas. Domingo, pega a Ponte Preta, na Arena.

O Grêmio não se intimidou com o bafo da Ilha do Urubu, a Bombonera flamenguista conforme definição de Renato Portaluppi. Um estádio acanhado, que quase permite ao torcedor puxar o braço de quem se posiciona para uma cobrança de escanteio.

Leia mais:

"Tentamos nos adaptar ao confronto", diz vice de futebol do Grêmio
Renato vê Grêmio vivo na luta pelo Brasileirão: "O Corinthians vai tropeçar"

A pressão inicial, como se previa, foi do Flamengo. A cinco minutos, Trauco driblou Fernandinho e Edilson e bateu com perigo. A resposta veio em falta bem falta bem batida por Luan, em que Réver evitou que Kannemann cabeceasse.

A eficiência da marcação do Grêmio forçava o Flamengo a um jogo de passes laterais, pouco objetivos. Diego e Everton Ribeiro, mantidos longe da área, deixavam Damião isolado. O chute de Ramiro, a 20 minutos, Ramiro, de longa distância, que parou nas mãos de Thiago, representou uma pequena alteração na rotina de um jogo um tanto morno, apesar do calor que vinha das arquibancadas. 

Até sair o gol do Grêmio, fruto do brilho individual de Luan. A 25 minutos, ele partiu rumo à área, colocou a bola entre as pernas de Márcio Araújo, viu Réver errar o carinho e desabar a seus pés, tentou passar a Barrios e viu a bola bater em Trauco e voltar em sua direção, até vencer Thiago com um chute rasteiro. Pela primeira vez em silêncio, a ruidosa torcida do Flamengo testemunhava a confirmação do talento de um jogador cada vez mais na mira europeia.

Foi visível a redução do ritmo depois do gol. Tanto que, entre 30 e 44 minutos, o Flamengo poderia ter marcado mais de um gol. Primeiro, por Everton Ribeiro, que chutou para defesa de Leo depois do corte errado de Geromel. Depois, por Cuellar, em uma chance ainda mais clara. Luan, cercado por três, foi desarmado na intermediária, o argentino tabelou com Everton Ribeiro e obrigou Leo a uma defesa salvadora. Por fim, novamente por Everton Ribeiro, em chute de fora da área que acertou o travessão.

Foi uma etapa da partida em que o Grêmio precisou se desdobrar na marcação. Por vezes, fugindo de sua característica, com chutões e faltas, sobretudo por parte de Michel. Mas também cometendo sucessivos erros de passe, que tiraram a paciência de Renato Portaluppi. 

Veja também:
Autor do gol diante do Flamengo, Luan diz: "Conseguimos uma grande vitória"
Cotação ZH: veja quem foram os destaques do Grêmio na vitória sobre o Flamengo
Confira a tabela de classificação

O Flamengo aumentou a pressão na segunda etapa. Esteve bem perto do empate bem no início, em arrancada de Everton, que driblou Geromel e Arthur com facilidade e passou para o chute torto de Damião. E também na cabeçada de cima poara baixo de Rafael Vaz, que venceu Geromel por cima e fez Leo brilhar de novo. Ficava claro que o Grêmio repetiria o exemplo de equipes que o visitam na Arena e apostaria no contra-ataque. Foi assim aos 16 minutos. Em sua melhor participação no jogo, Fernandinho avançou livre e serviu a Luan, mas o chute, desta vez, não foi bom. 

Sob pressão, o Grêmio pecava nas poucas chances que criava. Como aos 25 minutos, em nova arrancada de Fernandinho, mal concluída por Michel. A intensidade do jogo forçou Renato a trocar o extenuado Artur por Jailson. Antes, o técnico havia buscado maior agressividade com Everton na posição de Lucas Barrios. O gol de empate quase surgiu no único erro de Leo, que demorou-se na reposição e chutou sobre Damião.

De resto, o jogo seguiu sob controle. E o Flamengo viu chegar ao fim sua invencibilidade na acanhada Ilha do Urubu.

Veja a galeria de fotos de Flamengo e Grêmio

Foto: MARCELLO DIAS / FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Acompanhe o Grêmio no Gremista Gaúcha ZH. Baixe o aplicativo:

Android 

iOS

*ZHESPORTES

 
 
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros