Firme no Avaí, Claudinei é um dos sete técnicos resistentes da Série A - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Brasileirão25/07/2017 | 08h10Atualizada em 25/07/2017 | 08h10

Firme no Avaí, Claudinei é um dos sete técnicos resistentes da Série A

Mesmo com a equipe na zona de rebaixamento, treinador do Leão se junta a Carille, Abel e outros que estão na mesma equipe desde o início de 2017

Firme no Avaí, Claudinei é um dos sete técnicos resistentes da Série A Marco Favero/Agencia RBS
Técnico Claudinei Oliveira é um dos sete técnicos da elite que está desde início do ano na função Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Ver uma equipe entrar no Campeonato Brasileiro para lutar contra o rebaixamento não é novo. Porém, o Avaí apresenta algo diferente nesta Série A. Ainda que das 16 rodadas tenha passado apenas duas fora da área de descenso, e ainda está nela, o técnico Claudinei Oliveira continua – e firme – no cargo. Não seria nada excepcional um treinador começar e terminar um trabalho, mas ante a quantidade de clubes que mudaram os planos e comandantes, o caso azurra é fora da curva.

Dos 20 clubes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro, apenas sete continuam com o técnico do início da temporada. Com exceção do Bahia, que liberou Guto Ferreira ao Inter e acertou com Jorginho, 12 clubes demitiram seus treinadores ao longo do ano. Palmeiras, Ponte Preta e Vasco entraram no Brasileirão com comandantes diferentes em relação aos que iniciaram 2017, o restante das equipes trocou em virtude dos resultados negativos.

Sob o comando de Claudinei Oliveira, o Avaí tem 48% de aproveitamento dos pontos disputados. Por sinal, o paulista de Santos e de 47 anos, é o que tem menor desempenho entre os sete ¿resistentes¿ da temporada. Os mais próximos são Jair Ventura (50,3%), do Botafogo, e Abel Braga (53,2%), do Fluminense. O treinador com maior aproveitamento deste seleto grupo é Fábio Carille. Com ele na área técnica, o Corinthians conquistou 72% dos pontos em disputa – e não sabe o que é derrota em 2017.

Momento azurra também contribui

O momento mais delicado do Avaí na temporada foi entre a nona e a décima rodada do Brasileirão. Naquele instante, a equipe tinha apenas cinco pontos conquistados e estava na lanterna. Antes de encarar o Botafogo, no Rio de Janeiro, parecia latente que um resultado negativo marcaria a despedida de Claudinei Oliveira. Porém, daquela partida em diante, teve início um novo momento da equipe na competição.

Em sete jogos, desde então, a equipe perdeu apenas uma vez e venceu três. O aproveitamento no período é superior a 57%. O desempenho seria o bastante para estar, por exemplo, no sexto lugar do Brasileirão.

Acesse a tabela do Brasileirão Série A 
Leia mais notícias sobre o Avaí

 
A Notícia
Busca