Federer alcança semis de Wimbledon; Murray e Djokovic fora - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Tênis12/07/2017 | 15h03Atualizada em 12/07/2017 | 19h08

Federer alcança semis de Wimbledon; Murray e Djokovic fora

Suíço derrotou o canadense Milos Raonic em três sets

Federer alcança semis de Wimbledon; Murray e Djokovic fora Daniel LEAL-OLIVAS/AFP
Foto: Daniel LEAL-OLIVAS / AFP
AFP
AFP

O suíço Roger Federer, que busca um oitavo título em Wimbeldon, se classificou nesta quarta-feira (12) às semifinais do Grand Slam londrino pela 12ª vez na carreira e viu dois de seus maiores rivais pelo troféu, o britânico Andy Murray e o sérvio Novak Djokovic, darem adeus ao torneio.

Federer, 35 anos e número 5 do mundo, derrotou Milos Raonic (7º) em três sets, parciais de 6/4, 6/2 e 7/6 (7/4), se vingando da derrota para o gigante canadense nas semifinais de Wimbledon no ano passado.

Leia mais:
Demoliner se garante nas quartas das duplas mistas em Wimbledon
Marcelo Melo e polonês estão nas semifinais de duplas em Wimbledon
Konta faz história indo à semi e enfrenta Venus Williams em Wimbledon

O suíço continuará sua busca por um 18º titulo de Grand Slam nas semifinais contra o tcheco Tomas Berdych, 11º cabeça de chave, que se classificou pelo segundo ano consecutivo a esta fase do torneio após se beneficiar da desistência de Novak Djokovic.

Foto: Daniel LEAL-OLIVAS / AFP

O sérvio, que vinha sofrendo com dores no ombro, aguentou ficar em quadra com Berdych por uma hora antes de desistir, no momento em que o tcheco vencia por 7/6 (7/2) e 2/0.

Com a desistência, Djokovic perdeu a oportunidade de assumir o primeiro lugar do ranking mundial.

Se tivesse sido campeão de Wimbledon, o sérvio, atual número 4 do mundo, teria assumido o posto de número 1 do mundo das mãos do britânico Andy Murray, que também deu adeus ao torneio nesta quarta-feira.

Murray cai diante de americano

Murray, atual campeão de Wimbledon, mas que vinha sofrendo com dores no quadril, foi derrotado pelo americano Sam Querrey, que venceu em cinco sets, 3/6, 6/4, 6/7 (4/7), 6/1 e 6/1.

Com dificuldade para se movimentar a partir do terceiro set, o britânico lutou, mas não conseguiu lidar com a potência de Querrey, que se tornou o primeiro americano a alcançar as semifinais de um Grand Slam desde 2009, quando Andy Roddick foi finalista em Londres.

Murray tentava chegar a sua 22ª semifinal de Grand Slam e a oitava em Wimbledon, torneio que defendia o troféu conquistado no ano passado.

No confronto histórico entre os dois tenistas, Querrey havia vencido apenas uma vez em oito jogos anteriores e Murray parecia encaminhar nova vitória ao vencer o terceiro set e abrir 2/1 de vantagem.

Na quarta parcial, porém, o britânico começou a sentir o quadril, ficando sem respostas para as trocas constantes de lado impostas por Querrey.

Com isso, o americano concluiu o jogo e a vitória com um 27º ace, após dois últimos sets que foram um verdadeiro monólogo.

Murray já havia sofrido com dores no quadril durante sua preparação para a temporada na grama, precisando até desistir de disputar jogos de exibição.

— Eu não corria risco de agravar a minha lesão, então insisti e tentei encontrar uma solução — afirmou após o jogo Murray.

— Estou com um problema no quadril há muito tempo. Isso me dói. Mas dei meu máximo e me orgulho disso — lamentou o bicampeão de Wimbledon.

Com a eliminação precoce, o britânico poderá perder o topo do ranking para Novak Djokovic, caso o sérvio conquiste o torneio.

— É muito legal. É um sonho que vira realidade, principalmente em Wimbledon. É um torneio realmente especial para mim — comemorou após o jogo Querrey, eliminado nas quartas de final no ano passado.

Nas semifinais, Querrey enfrentará o campeão do US Open de 2014, o croata Marin Cilic (6º), que venceu o luxemburguês Gilles Muller (16º), algoz de Rafael Nadal nas oitavas de final, em outra dura batalha de cinco sets, 3/6, 7/6 (8/6), 7/5, 5/7 e 6/1.

No duelo particular entre os tenistas, Cilic venceu os últimos quatro, dois deles em Wimbledon. Da última vez que se enfrentaram em Londres, em 2012, os dois fizeram uma dura batalha de 5 horas e 31 minutos, que terminou com vitória do croata no quinto set por 17/15.

Resultados desta quarta-feira em Wimbledon:

Simples masculino (quartas de final):

Sam Querrey (EUA) x Andy Murray (GBR) 3-6, 6-4, 6-7 (4/7), 6-1, 6-1
Marin Cilic (CRO) x Gilles Muller (LUX) 3-6, 7-6 (8/6), 7-5, 5-7, 6-1
Roger Federer (SUI) x Milos Raonic (CAN) 6-4, 6-2, 7-6 (7/4)
Tomas Berdych (TCH) x Novak Djokovic (SRV) 7-6 (7/2), 2-0 (abandono)

*AFP

A Notícia
Busca