"A marca da vitória foi o equilíbrio", diz Cabo após triunfo em Pelotas - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Série B14/07/2017 | 22h24Atualizada em 14/07/2017 | 22h25

"A marca da vitória foi o equilíbrio", diz Cabo após triunfo em Pelotas

Treinador destacou que sistema defensivo com três zagueiros deu certo

"A marca da vitória foi o equilíbrio", diz Cabo após triunfo em Pelotas Luiz Henrique/FFC
Marcelo Cabo disse que a situação ainda é difícil Foto: Luiz Henrique / FFC
DC Esportes
DC Esportes

O técnico Marcelo Cabo destacou o equilíbrio do Figueirense como fator decisivo para vitória sobre o Brasil-RS na noite desta sexta-feira no Estádio Bento Freitas por 2 a 1. O time saiu na frente no placar com gol de Robinho, sofreu o empate e, em menos de quatro minutos, conseguiu marcar o segundo com Henan. Na etapa final, a equipe ainda teve um jogador expulso, mas segurou o resultado. O treinador ressaltou o trabalho do setor defensivo. O time volta a campo pela Série B do Brasileirão na próxima terça-feira, às 19h15min, contra o Oeste, no Orlando Scarpelli.

— Conheço um pouco o Brasil-RS quando joga em casa, a força quando propõe o jogo, é muito forte. Precisava fortalecer o sistema defensivo pela bola aérea, o centro, ainda sofremos gols, mas reagimos. O resultado é muito importante para dar confiança e ter sequência na competição, que é o mais importante. A marca da vitória foi o equilíbrio de ser aguerrido, equilíbrio de propor, marcar, e com bola jogar. Nossos gols foram bem trabalhados, jogadas desenhadas, com qualificação técnica. Então a gente precisa transportar tudo de bom para o jogo de terça e voltar a vencer dentro do Scarpelli. — frisou Cabo. 

O sistema defensivo com três zagueiros deu certo em Pelotas. Cabo disse que a alternativa surgiu por causa das características do Brasil-RS. 

— Sou pago para pensar, criar estratégia, e criamos isso analisando o adversário. Não costumo fazer treino fechado. Fui obrigado a fazer ontem (quinta-feira) porque só tinha um treino e sabia que ia surpreender o Rogério (Zimmermann, técnico do Brasil-RS). Eles não esperavam que a gente jogaria com três zagueiros. Nem sempre com três zagueiros você é defensivo, precisa ocupar espaço. Os zagueiros experientes trouxeram confiança aos companheiros, para dar liberdade. A estratégia foi reequilibrar e, graças a Deus, deu certo — observou o treinador do Figueirense. 

Cabo ainda lembrou que o Figueira fez um bom segundo tempo na derrota para o CRB. Num recado do torcedor, disse que a situação ainda é difícil, pois o time segue perto da zona de rebaixamento. 

— Tudo que conversamos, cobramos, as alterações que fizemos, apostando nos meninos que entraram bem contra o CRB, que encarnaram o espírito, que jogaram com intensidade no meio de campo, aumentando o poder de marcação sem perder a criação. A vitória traz confiança e esperamos que seja um divisor de águas — projetou Cabo.

Leia mais notícias sobre o Figueirense 
Acesse a tabela de classificação da Série B do Brasileirão


A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros