Técnico da França vê com bons olhos decisão de Griezmann de ficar no Atlético de Madrid - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Futebol05/06/2017 | 12h06Atualizada em 05/06/2017 | 16h24

Técnico da França vê com bons olhos decisão de Griezmann de ficar no Atlético de Madrid

Didier Deschamps concedeu entrevista coletiva neste segunda-feira

Técnico da França vê com bons olhos decisão de Griezmann de ficar no Atlético de Madrid PIERRE-PHILIPPE MARCOU/AFP
Foto: PIERRE-PHILIPPE MARCOU / AFP
AFP
AFP

O técnico da França, Didier Deschamps, afirmou nesta segunda-feira ser "uma boa coisa" o fato do atacante Antoine Griezmann ter tomado uma decisão sobre permanecer no Atlético de Madrid para a próxima temporada.

Leia mais:
Leonardo Oliveira: Guilherme Biteco bilha no Paraná em memória do irmão
Passes curtos, 4-1-4-1 e dificuldade para criar: como joga o Atlético-PR, adversário do Grêmio
Demetrious Johnson rebate críticas de Dana White: "Me forçou a falar"

– É bom para ele, ele estava sereno, mesmo estando concentrado para o jogo. São elementos perturbadores para todos os jogadores. O fato de já ter tomado essa decisão é uma boa coisa – comemorou Deschamps, durante coletiva de imprensa no CT da França, em Clairefontaine.

– É evidente que são coisas que cogitam e ficam na cabeça, são decisões importantes, mas agora que tomou a decisão o assunto está encerrado – continuou o técnico.

Em entrevista à emissora francesa TF1, Antoine Griezmann afirmou que iria "ficar pela a próxima temporada" no Atlético de Madrid, depois de muito suspense sobre uma possível saída.

– A decisão do TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) foi dada. O Atlético não pode contratar. Com meu conselheiro esportivo, Eric Olhats, decidimos ficar. É um momento difícil para o clube. Seria sacanagem sair agora. Conversamos com os dirigentes e vamos ficar na próxima temporada –  explicou.

O TAS, mais alta instância jurídica do esporte, manteve nesta semana a proibição de contratar novos jogadores contra o Atlético, até janeiro de 2018. O clube espanhol foi punido pela Fifa por infringir as regras de transferências de atletas menores de idade.

Griezamnn havia sido alvo de diversos boatos após afirmar em entrevista no dia 22 de maio que tinha "6 chances sobre 10" de jogar no Manchester United.

* AFP

A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros