Stielike à beira da demissão do cargo de técnico da Coreia do Sul - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Doha14/06/2017 | 10h12

Stielike à beira da demissão do cargo de técnico da Coreia do Sul

O alemão Uli Stielike, técnico da Coreia do Sul, está à beira da demissão, após a derrota de terça-feira de sua equipe para o Catar (3-2), pelas eliminatórias asiáticas para a Copa do Mundo-2018.

"É uma crise grave. Perdemos um jogo que deveríamos ter vencido. A possibilidade de classificação ficou comprometida", declarou à AFP o porta-voz da Federação Sul-coreana (KFA), Cho Jun-Heon. "A Federação deverá conversar sobre o cargo de técnico da seleção durante a próxima reunião de seu comitê técnico", completou.

"Não é algo que compete a mim, devemos esperar", declarou o técnico de 62 anos, que assumiu "toda a responsabilidade pelo resultado".

"Sou eu que tomo as decisões táticas", continuou o ex-jogador do Real Madrid.

Com a derrota para o Catar, lanterninha do grupo, a Coreia do Sul não pode mais alcançar o primeiro lugar, que pertence ao Irã, já classificado ao Mundial. O segundo lugar também vale uma vaga na Copa, mas o Uzbequistão se aproximou a um ponto dos sul-coreanos.

A Coreia do Sul disputará a próxima partida no dia 5 de setembro, um duelo decisivo justamente contra o adversário direto pela vaga, o Uzbequistão.

* AFP

A Notícia
Busca