Referência do basquete no país, Cristiano Maranho ajuda na formação de novos árbitros em SC - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Esporte23/06/2017 | 07h15Atualizada em 23/06/2017 | 10h48

Referência do basquete no país, Cristiano Maranho ajuda na formação de novos árbitros em SC

Árbitro que mora em Florianópolis ministra clínicas em cidades no Estado

Referência do basquete no país, Cristiano Maranho ajuda na formação de novos árbitros em SC Leo Munhoz/Agencia RBS
Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS
DC Esportes
DC Esportes

LeBron James (Cleveland Cavaliers), Kevin Durant (Golden State Warriors), James Harden (Houston Rockets), Lucas de Santana (Salesiano/Itajaí), Victor Hugo (Bom Jesus/Jaraguá do Sul), Hansel (Blackstar/SBS). Não importa a camisa que o jogador veste, a idade que tem, se é final de Olimpíada ou um jogo de categorias de base do Campeonato Catarinense de Basquete. Se o homem de preto com o apito na boca dentro de quadra é Cristiano Maranho, a certeza é de que o profissionalismo para conduzir a partida vai ser o mesmo.

Acesse o canal especial clic.sc/basqueteinspirasc 

Paranaense que escolheu Florianópolis para viver desde 2004, ele continua sendo o expoente catarinense e brasileiro na arbitragem. Já atingiu os maiores objetivos que a carreira como "homem de preto" poderia lhe proporcionar: além de uma final de Mundial (2010), foi o árbitro principal da decisão olímpica de 2012, vencida pelos Estados Unidos sobre a Espanha. No último sábado, mostrou porque ainda é o principal juiz do país ao comandar a decisão do NBB, conquistada pelo Bauru.

Aos 43 anos, e com mais sete de permissão para continuar apitando internacionalmente, as interrogações sobre os próximos passos na carreira surgem. Para quem já atingiu o ápice da profissão, é difícil se manter motivado, admite.

– Tudo o que um árbitro sonha em apitar, eu consegui. É difícil se manter motivado para apitar jogos internacionais, pois é muito desgastante, as viagens são muito longas. Em princípio, eu vou renovar a minha licença internacional. No ano que vem, tem o Mundial da China – avisa Maranho, celebrando o fim da punição da Federação Internacional de Basquete à confederação brasileira, o que permite que árbitros brazucas apitem em solo estrangeiro.

Com mais de 20 anos de carreira dedicados à arbitragem, Maranho sente que chegou o momento de repassar o seu conhecimento. Não é à toa que desde o ano passado ele percorre o Estado ministrando clínicas para árbitros de ligas locais.

– Eu fico três dias em cada cidade fazendo um trabalho com eles. Vejo apitar e, depois que acaba o jogo, dou o feedback sobre o que pode melhorar. O pessoal acompanha minha carreira há tempos, então sempre sou bem recebido, com muito respeito. Há sempre muita curiosidade sobre como cheguei a este patamar – conta.

E é justamente de Santa Catarina que pode estar surgindo o próximo expoente da arbitragem no país. O manezinho Guilherme Locatelli, de 35 anos, já apitou nos Jogos do Rio-2016.

– É um cara que vai conseguir chegar muito longe – aposta o experiente Maranho.

Basquete de SC terá canal especial

Um dos esportes preferidos dos catarinenses, o basquete ganhou um espaço especial que reunirá todo o conteúdo produzido pelos veículos de jornalismo da RBS SC em um único canal na internet. O Basquete Inspira SC, nome com o qual foi batizado o espaço, já está no ar com notícias sobre as principais competições e eventos sobre a modalidade no Estado.

Destaque da modalidade, o árbitro Cristiano Maranho concedeu entrevista à equipe da RBS SC, que hoje será veiculada no Globo Esporte, a partir das 12h50min.

Competições, eventos ligados ao basquete e transmissões de jogos estarão na pauta de conteúdos que serão produzidos pela Agência de Produção Esportiva da RBS SC, na internet, televisão, rádio e jornais impressos.

A página está disponível por meio do endereço clic.sc/basqueteinspirasc.

Leia outras notícias sobre basquete

 
 
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros