Nadal enfrenta fenômeno Thiem, único carrasco no saibro em 2017 - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Paris08/06/2017 | 13h34

Nadal enfrenta fenômeno Thiem, único carrasco no saibro em 2017

Rafael Nadal está a duas vitórias de conquistar o décimo título de Roland Garros e vai enfrentar, nesta sexta-feira, o austríaco Dominic Thiem, o único carrasco do espanhol na temporada de saibro neste ano.

Thiem é uma jovem promessa de 23 anos e está se consolidando entre a nova geração do tênis masculino. O número 7 do ranking mundial atropelou o sérvio Novak Djovokic na semifinal, com direito a pneu no último set.

Para muitos, o jogo é praticamente uma final antecipada entre os dois melhores no saibro em 2017.

"É um jogador com projeção importante. Thiem está destinado a vencer Roland Garros. O único que espero é que não seja este ano", afirmou Nadal, após o compatriota Pablo Carreño deixar o jogo com dores.

Nos dias anteriores ao início do Grand Slam, Thiem concedeu entrevista à AFP e apontou Nadal como grande favorito ao título desta edição.

"É incrível como mantém o nível em dois, três ou cinco sets. Nunca cai. Com outros jogadores você pode pensar que vai ter um jogo mais fácil. Contra ele não. É o Nadal, joga cada bola ao 100% e é incrível de ver", falou o jovem austríaco..

"Vai ser o jogo mais duro que se pode imaginar", admitiu Thiem, que perdeu as decisões nos Masters 1000 de Barcelona e Madri, mas superou o espanhol nas quartas de final do torneio de Roma.

O espanhol tem vantagem nos confrontos, com quatro vitórias e duas derrotas, todos disputados no saibro.

- Murray-Wawrinka, um ano depois -

Na outra semifinal, o número 1 do mundo Andy Murray vai ter duelo interessante contra o suíço Stan Wawrinka, terceiro do ranking ATP.

O duelo vai ser a reedição da semifinal do ano passado, vencida por Murray. Mas desta vez, o britânico chegou à Paris com mais dúvidas do que motivos para estar confiante.

"Na semifinal do ano passado, Murray foi muito agressivo. Me pressionou a todo tempo e foi difícil para mim", lembrou Wawrinka, após vencer facilmente o croata Marin Cilic.

Murray conseguiu encaixar sequência de cinco jogos seguidos com vitórias, sendo o último contra o japonês Kei Nishikori nas quartas de final.

Nos torneios anteriores, Murray acumulou quatro jogos vencidos e foi grande decepção.

Ao contrário do escocês, que nunca venceu o troféu na capital francesa, Wawrinka foi campeão de Roland Garros em 2015.

* AFP

A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros