Na estreia de Sampaoli, Argentina pode enfrentar Brasil com formação ousada - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Amistoso em Melbourne08/06/2017 | 12h08Atualizada em 08/06/2017 | 13h53

Na estreia de Sampaoli, Argentina pode enfrentar Brasil com formação ousada

Novo comandante treinou o time no 3-4-2-1, mas também testou um esquema mais clássico no 4-2-3-1

Na estreia de Sampaoli, Argentina pode enfrentar Brasil com formação ousada Saeed KHAN/AFP
Foto: Saeed KHAN / AFP
AFP
AFP

O clássico sul-americano entre Brasil e Argentina vai ser a primeira partida de Jorge Sampaoli no comando dos hermanos, nesta sexta-feira, às 7h5min, em amistoso em Melbourne. O novo treinador argentino, o sexto nos últimos sete anos, não poderia esperar estreia mais exigente.

Na falta do duelo dentro de campo entre Lionel Messi e Neymar, que ganhou férias de Tite, os olhares vão estar voltados para o debute de Sampaoli no banco de reservas da seleção, depois de ser apresentado no último dia 1º de junho.

— Estou feliz por ter realizado um sonho e por ter a possibilidade de tentar dar alegria ao futebol argentino —  reiterou o novo comandante, em entrevista à Associação de Futebol Argentino (AFA).

Leia mais:
Saiba como acompanhar o jogo da Seleção Brasileira contra a Argentina
Em busca de "harmonia de equipe", Tite quer alterar o mínimo possível no seu esquema contra a Argentina
Com Sampaoli, Argentina tenta repetir sucesso de Tite no Brasil

Sampaoli já comandou treinos com a equipe, que só tem o desfalque do atacante Mauro Icardi, da Inter de Milão, que está com dores.

Sem Neymar

O Brasil já está classificado para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, e está em grande fase depois da chegada de Tite ao comando da equipe. Desde que o novo treinador assumiu, em 2016, a seleção venceu nove partidas seguidas nas eliminatórias.

Além do atacante do Barcelona, Tite deu descanso à Daniel Alves e Marcelo, que disputaram a final da Liga dos Campeões no sábado. Com a vaga assegurada, o treinador quer fazer testes no grupo.

— Cada clássico é uma história diferente e esse vai ser escrito em 90 minutos —  falou o goleiro Weverton, do Atlético Paranaese.

O volante Fernandinho, do Manchester United, indicou que a chega de de Sampaoli pode ser um diferencial:

— No futebol, quando você não passa por um bom momento, uma das alternativas é mudar de treinador. Isso aconteceu com a gente e agora estamos muito felizes.

Tite deve montar o time sem surpresas, com Weverton, Fagner, Thiago Silva, Gil e Filipe Luís na defesa; Fernandinho; Paulinho, Renato Augusto, Philippe Coutinho e Willian; Gabriel Jesus.

Intensidade e tática 

Os primeiros treinos de Sampaoli deram sinais do que vai ser trabalhado em sua passagem pela Argentina: muita intensidade física e trabalho tático.

O comandante treinou jogo ofensivo para enfrentar os brasileiros e pode surpreender com uma formação bastante ousada, no 3-4-2-1. No entanto, Sampaoli testou um esquema 4-2-3-1 mais clássico.

Tudo isso com o objetivo de manter a posse de bola e iniciar as jogadas, característica que o treinador também aplicou ao Sevilla nesta temporada.

— O mais importante desses jogos vai ser a gente se encontrar com os jogadores e conseguir transmitir uma ideia — revelou o treinador, sem esquecer "que o que realmente importa é o jogo contra o Uruguai.

Recém chegado ao cargo, Sampaoli tem o clássico contra o Brasil e outro amistoso menos trabalhoso no dia 13 de junho, contra Cingapura. Isso antes do duelo dia 31 de agosto contra o Uruguai, pelas eliminatórias do Mundial.

A quatro rodadas para o fim da competição, a Argentina está na 5ª colocação das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018, o que lhe valeria apenas uma vaga na repescagem contra uma seleção da Oceania pelo direito de disputar o torneio.

A partida vai ser disputada no Melbourne Cricket Ground, estádio com capacidade por 100 mil torcedores, às 7h5min, pelo horário de Brasília.

* AFP

A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros