Halep encara Ostapenko em busca do 1º Grand Slam e topo do ranking - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Paris09/06/2017 | 10h13

Halep encara Ostapenko em busca do 1º Grand Slam e topo do ranking

A romena Simona Halep se apresenta como favorita para vencer a final de Roland Garros, no sábado, contra a revelação letã Jelena Ostapenko, o que valeria o primeiro título de Grand Slam e a liderança do ranking WTA.

Se pensarmos na classificação das duas, a atual número 4 do mundo não deveria ter problemas contra a 47ª melhor tenista, que é a primeira jogadora não cabeça de série a chegar à decisão do torneio, desde 1983, repetindo o feito da iugoslava Mima Jausovec.

Nos últimos anos, no entanto, o circuito feminino foi assombrado com constantes surpresas. A própria Ostapenko, de 20 anos, venceu a suíça Timea Bacsinszky nas semifinais.

O problema é que a trajetória da jovem promessa não teve nenhuma Top 10 pelo caminho. O duelo contra Halep aumenta o nível de exigência para a final.

"Simona é uma jogadora fantástica. Vou ter que continuar jogando de maneira agressiva contra ela", avaliou Ostapenko, nesta sexta, durante coletiva de imprensa que antecede o jogo.

Mesmo não estando entre as 10 melhores tenistas do mundo, as adversárias de Ostapenko foram difíceis: a porto-riquenha Mónica Puig, atual campeã olímpica, a australiana Samantha Stosur, campeã do US Open em 2011, e a ex-número 1 do mundo, a dinamarquesa Caroline Wozniacki, caíram para a revelação no caminho para a final.

Se vencer no sábado, Ostapenko vai levantar o primeiro grande título da carreira, depois de perder as três finais anteriores em Quebec (2015), Doha e Charleston (2016).

Só de estar entre as duas melhores já é uma marca para a tenista de 20 anos. Nunca um jogador da Letônia chegou à decisão de um Grand Slam.

- Segunda tentativa -

Do outro lado estará favorita ao título no saibro, mais acostumada às grandes decisões nos últimos anos e que disputou a final de Roland Garros em 2014. Halep foi derrotada pela russa Maria Sharapova.

Na época, a romena chegava como "outsider" e agora é considerada favorita, o que aumenta a pressão por sua conquista.

"Voltar à final é estupendo. Espero vencer desta vez, mas vou enfrentar uma rival jovem e vai ser um grande desafio para mim", afirmou Halep, recém campeã do torneio de Madri.

Halep chegou a estar a um ponto da eliminação em Roland Garros, mas conseguir reverter um match point contra a ucraniana Elena Svitolina nas quartas de final. Nas semis, a romena atropelou tcheca Karolina Pliskova, número 3 do mundo, e garantiu vaga na decisão.

Em caso de vitória, Halep vai escalar três posições do ranking WTA e assumir a primeira posição do circuito feminino, roubando o trono da alemã Angelique Kerber, eliminada em Paris na primeira fase.

* AFP

A Notícia
Busca