A matemática do Metropolitano para a classificação na Série D do Brasileiro - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Série D do Brasileiro16/06/2017 | 07h31

A matemática do Metropolitano para a classificação na Série D do Brasileiro

Em busca de uma vaga na segunda fase, Metrô precisa vencer os últimos dois jogos na fase de grupos

A matemática do Metropolitano para a classificação na Série D do Brasileiro Patrick Rodrigues/Agencia RBS
Elenco do Metropolitano trabalhou na tarde de quinta-feira no Estádio do Sesi Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS

São 68 times em ação. A partir do próximo dia 26, apenas 32 continuarão a perseguir o sonho de conquistar uma das quatro vagas na Série C do Brasileiro em 2018. Para isso, jogadores, comissão técnica, dirigentes e torcedores do Metropolitano conjugam o verbo vencer e seus sinônimos nos tempos presente e futuro. Com quatro pontos, o Verdão de Blumenau ocupa a terceira colocação do Grupo A17 da Série D nacional.

Para conseguir um lugar na próxima fase da competição nacional, o Metrô precisa triunfar nos últimos dois jogos na fase de grupos. Assim, alcançará 10 pontos e terá condições de brigar por uma das 15 vagas destinadas aos segundos colocados. Isso porque, conforme o regulamento, avançam à segunda fase os 17 líderes de cada chave e os 15 melhores vice-líderes.

:: Veja mais notícias sobre o Metropolitano

A tarefa parece simples, né? Partindo do pressuposto que um time almeja conquistas, as vitórias são o principal caminho para alcançar esses objetivos. No entanto, em 2017 o Metrô ainda não conseguiu emplacar uma sequência de duas vitórias consecutivas.

Em 22 partidas por competições oficiais nesta temporada, as melhores séries positivas tiveram um empate e uma vitória, repetidas três vezes durante o Campeonato Catarinense: diante de Almirante Barroso e Inter de Lages, pelas quinta e sexta rodadas do turno; com Joinville e Almirante Barroso, pelas quarta e quinta rodadas do returno, e contra Criciúma e Figueirense, pelas oitava e nona rodadas do returno.

Além disso, o Metrô ainda tem de trabalhar para melhorar o saldo de bolas nas redes. Atualmente, a equipe tem quatro gols negativos, uma das piores marcas da competição. Situações que o treinador Isaque Pereira procura trabalhar com tranquilidade. O foco inicial é triunfar em casa:

– Temos que ganhar as duas partidas, mas primeiro é preciso vencer esse jogo (contra o São José). Temos que fazer três pontos em casa, para podermos ir buscar os pontos longe de Blumenau na última rodada. Até porque, dependendo do que acontecer nos outros jogos, mesmo com 10 pontos a gente pode não classificar – comenta o treinador.

:: Veja as últimas notícias

O primeiro compromisso do Verdão nesta reta final será sábado diante do São José-RS, às 17h, no Estádio do Sesi. No primeiro embate entre as equipes, em Porto Alegre, os gaúchos venceram por 4 a 0, resultado que influenciou no saldo negativo dos blumenauenses.

Líder do grupo, com nove pontos, o time do Rio Grande do Sul sofreu uma única derrota, na estreia, e vem a Blumenau embalado por três triunfos consecutivos.

JORNAL DE SANTA CATARINA

A Notícia
Busca