A cara do técnico, Criciúma de Winck deixa o Z-4: "Tem que ser uma equipe realmente competitiva" - Esportes - A Notícia

Versão mobile

cheio de atitude17/06/2017 | 07h02Atualizada em 17/06/2017 | 07h02

A cara do técnico, Criciúma de Winck deixa o Z-4: "Tem que ser uma equipe realmente competitiva"

Sob o comando do treinador, grupo já conquistou oito de 15 pontos


Foto: Caio Marcelo / Especial

Dos 15 pontos disputados até aqui pela Série B, o Criciúma comandado por Luiz Carlos Winck conquistou oito. O aproveitamento do técnico é de 53%, e ele quer mais. O objetivo é manter a crescente para que, aos poucos, o Tigre passe do meio e volte a almejar o topo da tabela. Ele destaca que ainda tem muita competição pela frente, e que o Criciúma tem totais condições de retornar à briga pelo acesso.

— Dizem que a equipe tem que ser a cara do técnico, então tem que ser uma equipe realmente competitiva, uma equipe que se doe o tempo todo, que busque, que seja intensa, é isso que nós queremos, e por isso eu parabenizo o grupo, desde que aqui cheguei fui muito bem recebido, o grupo aceitou bem as ideias de trabalho, é uma filosofia diferente daquela que estava sendo executada, e a gente está conseguindo, em pouco tempo, bons resultados — comentou.

Para a partida contra o Guarani, ele fez algumas mudanças. Poupou Fabinho Alves, que vinha com desgaste físico depois da sequência de jogos, e optou por Caio Rangel e Silvinho, que estavam mais inteiros. As alterações deram certo, o time conseguiu manter o vigor e não caiu de produção no segundo tempo. Winack elogiou os jogadores um a um, e destacou o equilíbrio do grupo. 

— O importante é que fez um jogo consistente, aproveitou as situações de gol e converteu, teve uma disputa muito intensa o tempo todo e suportou no final do jogo com dez homens, então foi muito importante esse resultado para nós. Começa a fazer com que o torcedor acredite mais na equipe, compareça em maior número, nós estamos dando os passos lentamente, pode ser lento, mas com consistência, para que a gente possa almejar coisas maiores na competição — comentou.

Na terça-feira, o Criciúma vai até o Paraná para enfrentar o Londrina, no Estádio do Café. A partida, válida pela nona rodada da Segundona, começa às 20h3min. Se vencer, o Tigre embala na direção do meio da tabela, e se distancia de vez do Z-4.

Leia mais:
Lucão, do Criciúma, marca dois e promete mais: "Isso aí é uma prévia do que está por vir"
Com dois gols do estreante Lucão, Criciúma vence o Guarani por 3 a 2 e deixa o Z-4
Acesse a tabela da Série B

A Notícia
Busca