Remodelado Figueirense pode fazer a torcida voltar a ter esperança - Esportes - A Notícia

Versão mobile

Série B16/05/2017 | 08h51Atualizada em 16/05/2017 | 08h51

Remodelado Figueirense pode fazer a torcida voltar a ter esperança

Time largou na Série B com uma importante vitória fora de casa

Remodelado Figueirense pode fazer a torcida voltar a ter esperança Luiz Henrique / Figueirense/Figueirense
Foto: Luiz Henrique / Figueirense / Figueirense
DC Esportes
DC Esportes

A estreia com vitória sobre o Goiás na Série B do Campeonato Brasileiro mostrou um Figueirense diferente para a torcida. Com o tempo como aliado e muitos reforços, o time ganhou uma nova roupagem. O ¿DC¿ analisa algumas dessas mudanças que podem deixar o torcedor confiante.

O treinador

Criticado por não ter feito o Figueirense reagir no Catarinense, o técnico Márcio Goiano está começando a conseguir implementar o seu estilo de jogo no Furacão. O segredo é que o comandante teve praticamente um mês para trabalhar o grupo sem pressões. Desde o empate por 0 a 0 com o Tubarão, na penúltima rodada, que sacramentou a permanência na elite, o time só treinou. Como o calendário apertado costuma ser um problema, o treinador aproveitou o período para corrigir algumas falhas da equipe.

Reforços

O tempo também foi aliado para a incorporação dos reforços (foram feitas 14 contratações) e dar entrosamento ao grupo. Entre eles está a dupla de volantes formada por Zé Antônio e Dudu. O primeiro, mais marcador, e o segundo, mais dinâmico, foram destaques na vitória sobre o Goiás.

Acreditar nos jovens

A aposta em jovens talentos também é uma carta na manga do Figueira. Luidy tem apenas 20 anos e veio emprestado do Corinthians. Robinho tem 21 e estava no Atibaia-SP. Os dois foram titulares contra o Goiás. Robinho marcou o gol do triunfo por 1 a 0.

Padrão de jogo

O Figueirense que iniciou o ano não tinha uma cara definida. Era um time bagunçado, desorganizado. Nesta primeira partida do Campeonato Brasileiro, o time mostrou algo de diferente. Controlou mais a bola, teve mais paciência para trocar passes, fez uma partida menos bagunçada. Tudo isso seria colocado em xeque se o time não tivesse vencido, mas o triunfo fora de casa deu tranquilidade para o técnico Márcio Goiano poder aprimorar as qualidades e corrigir os defeitos nesta semana de trabalho, em que o time vai se preparar para enfrentar o Náutico, no sábado, às 16h30min, no Scarpelli.

Foto: Luiz Henrique / Figueirense

Jogador cascudo

Outro reforço importante que chegou ao Figueirense foi o atacante Jorge Henrique. O experiente jogador de 35 anos mostrou que tem futebol para contribuir com os objetivos do Alvinegro na temporada. Desempenhando uma função mais centralizada no setor ofensivo do time – e não pelo lado do campo, como se imaginava que Márcio Goiano pudesse escalá-lo –, o atleta mostrou que conhece os atalhos dentro das quatro linhas. Com mais entrosamento com o restante do time e mais confiança, pode ser uma peça-chave na campanha do Figueira.

No que ainda precisa evoluir

1 Nesta temporada, o Figueirense ainda não conseguiu uma sequência simples de duas vitórias. Se conseguir isso contra o Náutico, no sábado, a equipe ganha uma dose a mais de confiança e fica em boa situação na tabela de classificação da Série B do Brasileirão.

2 Embora tenha evoluído, o time ainda tem algumas indefinições.Thiago Rodrigues é o titular e passou sem ser batido na estreia, mas agora tem a sombra do contratado Fábio. No meio de campo, ainda há a carência por um jogador armador que possa dividir a responsabilidade com Jorge Henrique.

3 Vale lembrar que o Figueirense ainda tem uma importante peça em seu elenco que está em fase de recuperação. Após passar por uma cirurgia por um problema de hérnia, Zé Love está fazendo fisioterapia. Se tiver um time encaixado quando ele retornar, a qualidade do ataque alvinegro terá um acréscimo com o homem gol à disposição do treinador.

Leia mais notícias do Figueirense

 
 
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros